SINTO VERGONHA DE MIM.....



RUY BARBOSA

Sinto vergonha de mim por ter sido educador de parte desse povo, por ter batalhado sempre pela justiça, por compactuar com a honestidade, por primar pela verdade e por ver este povo já chamado varonil enveredar pelo caminho da desonra.

Sinto vergonha de mim por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de ser e ter que entregar aos meus filhos, simples e abominavelmente, a derrota das virtudes pelos vícios, a ausência da sensatez o julgamento da verdade, a negligencia com a família, célula-mater da sociedade, demasiada preocupação com o "eu" feliz a qualquer custo, buscando a tal "felicidade " em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo.

Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir, sem despejar meu verbo, a tantas desculpas ditadas pelo orgulho e vaidade, a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido, a tantos "floreios" para justificar atos criminosos, a tanta relutância em esquecer a antiga posição de sempre "contestar", voltar atrás e mudar o futuro.

Tenho vergonha de mim, pois faço parte de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos que não quero percorrer...

Tenho vergonha de minha impotência, da minha falta de garra, das minhas desilusões e de meu cansaço.

Não tenho para onde ir, pois amo este meu chão, vibro ao ouvir meu Hino e jamais usei a minha bandeira para enxugar o meu suor ou enrolar meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade.

Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo brasileiro!

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto!...

12 comentários:

Eliane disse...

Parte da matéria assinada por Kennedy Alencar. Leiam e tirem as suas próprias conclusões:
“Mantido em segredo, um comercial de TV resume à perfeição a "bomba atômica" da campanha lulista que não precisou ser usada. ....
O comercial mostra uma parede na qual estão pendurados, lado a lado, retratos dos ex-presidentes Getúlio Vargas, Juscelino Kubstichek e João Goulart. Por último, um quadro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Enquanto a câmera se movimenta lentamente de uma foto para outra, um locutor diz o seguinte texto:

"Getulio Vargas, o primeiro presidente a defender sinceramente os pobres e as riquezas nacionais. Foi perseguido, caluniado e terminou se suicidando. João Goulart, para os ricos, ele cometeu o mesmo crime, a defesa dos mais pobres. Foi deposto pelos militares. JK defendeu a indústria nacional, gerou empregos. Foi caluniado o tempo todo. Lula, o presidente dos pobres. Eles tentam, eles tentam, mas, desta vez, não vão conseguir vencer a força do povo".
Enquanto o locutor falava, cada um dos retratos estremecia e terminava caindo com grande estardalhaço. Apenas o de Lula se mantinha ao final na parede. Em close, mãos rústicas como as de um trabalhador rural seguravam firmemente o retrato do petista e o impediam de cair. Apresentado a pequenos grupos específicos de eleitores, nas chamadas pesquisas qualitativas, o comercial foi fortemente aprovado, até emocionando algumas pessoas. Está no arquivo da campanha



MEU COMENTÁRIO: ABSURDO!!! IMORAL!!!
NOGENTO!!!

Marta disse...

Olá Saramar:
Veja vc q a 'pobreza' tem força ... porém, não é a pobreza material, mas, sim, a pobreza de conhecimentos e de forças para trabalhar duro!!!
Acho q vc me entendeu.
Bjs
Marta

Antonio (Tavola Redonda) disse...

Os homens e mulheres de bam desse país estão hoje de luto...

Alexandre, The Great disse...

Saramar.

O Imortal também me tocou, com a grandeza de sua obra, sugerindo a sua publicação.
Confesso já haver desanimado da virtude,já ri da honra e já sinto vergonha de ser honesto. Só não consegui (e isto jamais conseguirei) adotar estes "comportamentos" praticados pelo atual oficialismo.

Moita disse...

Coincidentemente escrevi tambem o final das palavras de Rui. Transmimento de pensação.

cheiros variados

DO disse...

Bem vinda ao clube,SARAMAR.
Alias poderiamos fundar o "PE" ,Parido dos Envergonhados!!
Beijos!

Leão disse...

Amiga Saramar
Envergonho-me também. Sinto o meu país sendo puxado para trás, a caminho da baderna, do retrocesso, aonde a violência vai imperar e o bom senso ter sido ignorado. Passaremos por períodos difíceis.
bjs
Leão

Eliane disse...

LEIAM!!! ESTARRECEDOR!!!

A imprensa está sob ataque. Alertei na edição de ontem e em outro texto hoje de manhã. A Veja, conforme anteciparam ontem os bate-paus do petismo, é o principal alvo.

Daqui a pouco, a Veja On Line publica o relato da intimidação de que foram vítimas os jornalistas Marcelo Carneiro, Júlia Dualibi e Camila Pereira na Polícia Federal. Eles foram chamados para prestar esclarecimentos sobre o vazamento das fotos do dinheiro, feito pelo delegado Edmilson Bruno, e sobre a reunião de Freud Godoy com Gedimar Passos na Polícia Federal. Uma reunião ilegal. Embora estivessem acompanhados de advogados, este foi impedido de se manifestar. E o "esclarecimento", conduzido por um delegado chamado “Moisés”, evoluiu para a intimidação. Ele queria saber por que as reportagens haviam sido publicadas e quanto Veja havia ganhado por elas. Diante da reclamação dos jornalistas de que já estavam ali havia duas horas, Moisés afirmou que o chefe dos três “ficaria quatro”.

Ao saber do que estava em curso, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o presidente do PSDB, Tasso Jereissati, ligaram para o ministro Márcio Thomaz Bastos (Justiça) e ameaçaram ir pessoalmente à Polícia Federal para acompanhar o depoimento dos jornalistas. Só aí, então, o ministro que não sabia de nada, é claro, tomou providências, e os jornalistas foram “libertados”.

Eis aí a verdadeira “concertação” do governo Lula. Trata-se de uma concertação contra a imprensa livre. Quem são os responsáveis morais por isso? O primeiro deles, pela proximidade temporal com o fato, é Marco Aurélio Garcia, presidente doPT.
do blog http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/
de hj 31/10/2006

Stella disse...

nem vergonha na cara esse povo tem
eu sinto e muita!

Vera disse...

OLÁ SARAMAR:
QUEM TEM QUE TER VERGONHA É QUEM VOTOU NO MULLÃO!!! EU QUERO IMPEACHMENT JÁ!! Estou sem comentários por enquanto lá, em breve vou liberar, quero que o PeTralha nogento me esqueça! Ahahahah :-) Bjs

Rodrigo Xavier disse...

Olá Saramar,

Eu não estou de luto. Estou com motivação para encarar a mediocridade e o politicamente correto. Considero essa fragorosa derrota da nação brasileira, como um despertar.

O PT possui uma militância expressiva. E cadê a militância da oposição? Bem, agora somos nós, antes dispersos, mas indignados com este governo.

Que o seu luto seja breve, pois oposição ao segundo mandato começa logo. LIBERDADE e JUSTIÇA são nossas armas. Nada a temer, pois a mediocridade é autofágica.

Abraços

Nat disse...

Saramar,

A última frase é o lema do meu bloguinho :)

Bjs