NADA, NADA, NADA

Imagem: Wayne Forte

Apesar de passados os dias, gostaria de fazer algumas observações sobre o discurso político do líder.

Na melancólica cerimônia de posse, onde só os aliados do lulo-petismo estiveram e, se não me engano o líder significativamente não cumprimentou o Berzoini (corrijam-me se estiver errada, por favor), Lula buscou reforçar sua imagem de nordestino pobre, fingindo simbolizar a ascenção dos despossuídos (argh!), naquela lenga-lenga enganosa que já conhecemos bem.

Porém, a claque foi mal ensaiada e o próprio ator não convenceu ninguém.

O que ficou claro é que agora, iniciamos outro ciclo de nada, de não-existência quase completa não fosse o preço altíssimo da inação e não fossem os prejuízos causados pela ausência de projeto para o país. A julgar pelos discursos, continuaremos andando em círculos, náufragos no mar das más intenções, dos interesses alheios à pátria, do favorecimento personalista e da inépcia já conhecida.

O mais grave é que o presidente recém-empossado acena com intenções econômicas preocupantes, visando promover o crescimento da bolsa-esmola, sua única "realização" e a mais perniciosa porque baseada na gastança assistencialista, como forma de acabar com a miséria, essa que nada fez para diminuir.

Segundo o líder reeleito, o país pede "pressa, ousadia, coragem e criatividade". Por que será que só agora aquele-que-nada-sabe percebeu isso? Seu primeiro governo foi mero ensaio de triste espetáculo? Se foi, desistiram de apresentá-lo ao público pagante.

Elle falou em equilíbrio econômico, "esquecendo-se" de que se tal equilíbrio existe, originou-se no governo FHC e de que seu primeiro mandato foi beneficiado pela tranquilidade na economia mundial, que o país deixou passar sem nada fazer para aproveitá-la. No mesmo tópico falou em "robustez fiscal", só existente pela avidez com que o governo toma o dinheiro da classe média muda e submissa.

Repetiu a balela do combate à corrupção e a impressão que tenho é que o líder sorri irônico quando repete essa mentira porque sabe muito bem que os corruptos do seu partido não foram punidos.

Soberania? Só rindo mesmo (ou chorando). Esqueceu-se o líder de seu amigo Morález e do assalto cometido contra o patrimônio brasileiro no caso da Petrobrás? Esqueceu-se que o Brasil perdeu a liderança no continente latino-americano para o doido do Chávez?

"Verbo mudar"? Que alicerces elle construiu para a mudança, senão o apoio ao petistas corruptos, o aparelhamento do Estado com petistas incompetentes, o contingenciamento das verbas orçamentárias com resultados trágicos para o desenvolvimento do país?

E o tal do PAC? Não será mais uma sigla, mais um plano sem pé nem cabeça para engambelar os incautos?

Disse também que nunca foi populista. Claro que não. Mesmo o populismo exige competência para ser exercido.

Sobre as políticas na área social, a conversa foi a de sempre: informatizar todas as escolas (panacéia por excelência dos governantes medíocres); e a saúde, que segundo elle, melhorou muito? O que foi feito, meu Deus, pela saúde? E a segurança pública, cujos projetos foram usados como arma de pressão sobre os estados e nenhum colocado em prática?

"Cidadania ativa"? Pode ter existido para os petistas. E o Francenildo? Esqueceu-se o líder que o caseiro foi punido por exercitá-la? O que a cidadania tem em comum com a bolsa-esmola?

"Perspectiva republicana"? O que alguém que sequer assinou o texto da Constituição pode falar sobre isso? O que alguém que fingiu desconhecer os "erros" dos seus aloprados auxiliares para poupá-los e poupar-se da punição devida pode falar sobre a república?

Na política externa, afirmou que o país se vinculou à América Latina e à África, sabidamente vanguardas do progresso, do livre pensamento, do livre comércio e do desenvolvimento mundiais. Só chorando mais ainda.

O que Lula fez pelos excluídos? Deu-lhes condições de emprego? Deu-lhes política habitacional? Deu-lhes melhores condições para estudar? Investiu no fortalecimento do SUS? Não. Deu-lhes esmola, relegando-os à humilhante e perene condição de dependentes da boa-vontade do "pai" que finge ser.

As promessas, enfim, foram as mesmíssimas. Porém, os instrumentos para concretizá-las continuam no plano das conjecturas. São nuvens passageiras. Depois, caem no esquecimento e tudo continua como antes...

13 comentários:

Jorge Sobesta disse...

Saramar,

Cheguei em casa e a Globo tava reprisando o discurso. Corri para desligar mas deu para escutar "a coisa" falando que o problema do Rio de Janeiro é culpa da degradação social. Ele tava assumindo a responsabilidade?

Um abraço e um bom ano de lutas.

Lino disse...

Saramar:
Acho que o símbolo de tudo o que vc disse é o fato de, assim que começou o novo governo, o noço líder já entrou de férias.
Se o país precisa de ação, não é para contar com ele.

Suzy Tude disse...

Querida Saramar, não chore, minha amiga, pode faltar lágrimas para o resto que virá...ou que deixará de acontecer, no mínimo.

Beijos

Fábio Max disse...

Repito o que já disse: O discurso foi o mesmo nhenhenhé de sempre, escrito de modo simplificadíssimo,feito para que a horda de imbecis lulo-petistas distinga as palavras, porque entender, não entendem mesmo.

Foi o retrato do bla-bla-blá constante do Brasil: Promete-se o paraíso, contenta-se com o purgatório, salvo o Rio, que experimenta o inferno mesmo!

Anônimo disse...

Saramar,

Aqui no México, apesar de assinar a Globo Internacional, evito ao máximo ver os jornais, porque realmente ver o Beato Salu fazendo palestra atabalhoada e plaginado Fernão Capelo Gaivota não dá!

Agora sou oposição e como você viu no meu blog, coloquei as propostas e agora é atazanar os parlamentares por e-mail.

Obrigado pela visita.

Reginaldo Almeida (Blog Abulafia)

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Saramar:

A continuação de um Feliz 2007.
No Estados Gerais está um artigo a merecer o teu indignado comentário.
Tem muito a ver com o nosso querido Brasil.
Um beijo,

Anônimo disse...

HOJE, ao entrar no seu blog, parei para ler o profile, temos muito em comum nos nossos gostos e desgostos.
Qt ao apedeuta, deixei de ouvir, pq a voz e a imagem me embrulham o estomago.
Fico impressionada como alquem em sã consciencia consegue engolir tanta basófia e bossalidade... onde andam as "cabeças" dessepais?
Aliás, hoje, entre outros assuntos, postei a respeito de nossa tropa de intelectuais.
ESTAMOS MUITO MAL SERVIDOS!!!!
Um beijo pra vc, é sempre um prazer vir aqui!

Anônimo disse...

Saramar, Saramar...

Nada será como antes. Podem me achar um terrível pessimista, mas só acredito em pioras, daqui para frente.

Anônimo disse...

é sempre o mesmo lenga-lenga de sempre...
mas q Lula deve ter levado um sustinho qdo viu o plenario vazio, com menos da metade dos q deveriam estar lá, e qdo saiu às ruas e só viu 10mil pessoas... culpou a chuva, o mau tempo, mas isso não me convence, há 4 anos atrás tenho certeza que mesmo com chuva os mesmos milhsres de pessoas sairiam às ruas, por acreditar, por sonhar, mas agora, o povo esta tão desacreditado qto estivera antes...
faz projetos de crescimento, mas nada de planos concretos, gasta mais q todos e ainda espera investir, mas e dinheiro?

Lula esta num labirinto sem saída q ele mesmo criou e ainda cria, c promessas infundadas...

triste.

Evandro Melo
http://ohraios.zip.net

Kafé Roceiro disse...

Minha doce e amada amiga,
obrigado pela força sempre. Conte sempre comigo.
Um beijão do Kafé. E o Lula continua duro de roer.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva:

É consenso geral de que mulher séria é aquela de quem menos se fala.
O contrário também é verdade.
A não perder, no Estados Gerais, o video que sofreu a censura da justiça brasileira que, deste modo, colocou o país a ridículo na cena internacional no que á liberdade de informação diz respeito.
Urgente, antes que o boicotem... apesar de não ser nada de especial, bem pelo contrário.

Cumprimentos,

Suzy Tude disse...

Saramar, querida, precisamos de sua preciosa ajuda! É agora ou nunca! Precisamos da ajuda de todos! Nosso objetivo:
melar o projeto do Lula em fazer o presidente da Câmara e assim impedi-lo da prática autoritária em intervir cada vez mais vergonhosamente no Legislativo, e sempre com objetivos espúrios!!!! Nem Arlindo Nem Aldo!
Vamos precisar de um nome melhor que esses dois.
Vamos fazer blogagens coletivas, pedir apoio a todos os blogs que estejam de acordo com a idéia, vamos bolar um símbolo, vamos fazer com que outras mídias se engajem, ou pelo menos noticiem.
Conto com você! Vamos partir para a ação!
Beijo
Detalhes:
http://alkimistasdobrasil.blogspot.com
http://http://andrewernner.blogspot.com/

Stella disse...

querida Sara que bom que voltou, a mudança foi feita, o pior é esperar mão de obra para pequenos ajustes :-)

quanto ao nosso país, ingênuo aquele que pensou que algo mudaria