FOLIA QUE NUNCA ACABA

Acabou o carnaval, mas a folia certamente continuará neste país.

As notícias são sempre piores e demonstram, cada vez mais, que estamos indo a caminho do autoritarismo e da baderna vermelha.

As invasões de terra promovidas pelos criminosos do MST, agora com a colaboração dos desocupados da CUT são uma prova disso. Alguma autoridade subiu em algum palanque para protestar, pelo menos, sobre mais esse abuso contra aqueles que trabalham? Não vi.

Em outra demonstração de autoritarismo típico das esquerdas, o governo lulo-petista vai “recalcular” os índices de inflação porque estariam superestimados. Tudo para fazer o PIB parecer maior. O importante, meu caro, é parecer. O que dizem o seu e o meu bolso não interessa.

Como diz Guilherme Fiúza, o próximo alvo deve ser o Banco Central, independente demais para a alma totalitária dos petistas.

Mais um exemplo? Os petistas partidários de José Dirceu, com o apoio de Chinagllia, estão cortando na própria carne, como Lula fingiu que iria fazer no início do escândalo do mensalão. Porém, ao inverso: estão punindo aquele que ainda é considerado ético dentro deste partido, o deputado José Eduardo Martins Cardozo (PT-SP). Segundo o Observatório da Imprensa, “trata-se de uma vingança sorrateira e, em leque de colegas do PT solidários com a banda podre, agastada e punida pela CPI na última legislatura, que contou com os trabalhos éticos do deputado perseguido”. Pode haver tradução mais completa do lulo-petismo?

O último exemplo (por enquanto): o aumento escandaloso de gastos com cartões de crédito pela Abin e pela PF. Segundo o Congresso em Foco, “em 2006, a Abin gastou R$ 5,58 milhões – 2,45 vezes mais do que o registrado em 2004. Nesse mesmo período, a PF aumentou o uso da verba de R$ 50 mil anuais para R$ 523,8 mil”. Sintomático, não?

As demonstrações são inúmeras e refletem o fortalecimento do líder, por meio de todas as mentiras capazes de engambelar o “povão”, principalmente neste caso da inflação, mantendo-o cativo. Assim, usando a receita bolivariana, poderão facilmente, por meio de plebiscitos convocados pelo executivo, garantir a perpetuação do líder de barro no poder. E, se não for por bem, estão aí a polícia e o serviço secreto para garantir que seja do jeito que eles querem.

Enquanto isso, ministros viajam em avião da FAB para pular de um carnaval para o outro enquanto governadores e prefeitos sambam sobre as marcas da violência e da miséria.

Meu pobre país, como dói ver tudo isso!

10 comentários:

Ricardo Rayol disse...

É Saramar, as entidades lulo-petistas vão se aproveitando do imobilismo do (des)governo. talvez este imobilismo seja até proposital. E a conta pagamos nós. Vamos ver na semana que vem. Como irão se comportar.

PELADUZ disse...

Oi,

Não sei porque tanta supresa, de todos, isso estava escrito muito tempo atrás.
O país é hoje propício caldo de cultura para todos estes e mais um indefinido tempo de desmandos.
Deus precisaria apiedar-se de nós, que já tivemos todas nossas oportunidades.

david disse...

Ah..que saudade do Figueiredo....


hehehhe

Stella disse...

o país não cresce somente as contas do grupinho, enquanto isso povão em ritmo carnavalesco e sorrindo paga as contas

Suzy Tude disse...

Saramar, se isso não é terrorismo contra o próprio país, então não sei o que é.

Bjs

Thomaz Magalhães disse...

Oi Saramar, obrigado pelas passagens no Trem Azul, estou olhando agora. Você pode, como falou em relação ao Cova sem cruz, publicar qualquer coisa minha, será um prazer sempre estar entre colegas do seu nível.

E parabéns pelas suas matérias,atualizadas, informativas, interessantes e de prazeirosa leitura.(Boto o i no prazerosa, porque acho mais fonético) E beijo.

Cadinho RoCo disse...

Hoje penso seriamente na enorme necessidade que o Brasil tem de fazer uma reforma profunda e corajosa, do voto. O país está perdido, entregue e exposto ao que há de mais terrível, pela via do voto, que por sua vez está vendido e não menos corrompido.
Qual a consciência de voto de uma pessoa que não sabe sequer operar um cartão do "Bolsa Família"?
Cadinho RoCo

Patrick Gleber disse...

Saramar,

Leia no meu blog a carta do desembargador Siro Darlan (TJ-RJ) sobre o descaso das autoridades diante da onda de violência que vivemos.

Patrick Gleber
www.blogdopatrick.blogspot.com

DO disse...

O pior,SARAMAR,é que estamos apenas no inicio do segundo mandato.A tendência é sempre piorar. Ainda mais com a expressiva vitoria que ele teve.
Beijo grande,e muito obrigado pelas palavras.

Fábio Max disse...

É o que dá vivermos num país de analfabetos e pessoas com preguiça de ler e entender os fatos... uma imensa nação de Jecas-Tatus! Se Monteiro Lobato vivesse hoje... bem... ele já teria morrido de desgosto!