OS COVEIROS

Dizem que toda crise é didática. Então fico me perguntando o que estamos aprendendo com a crise, que era privativa de Renan Calheiros, e hoje, é de todo o senado brasileiro. O que estamos aprendendo de bom? Que lição construtiva se pode tirar do espetáculo trágico encenado naquela casa?

O que primeiro me chama a atenção é ver um suposto educador (o ridículo cabeludo senador Wellington Salgado) defendendo a mentira, a desonestidade moral, o abuso de poder em proveito de alguns espertalhões. Por que ele não convida Renan para ajudá-lo a administrar sua universidade? Assim, ajudaria o "amigo" e nos livraria dessa peste, praga, sei lá.

O que tristemente resta deste espisódio vergonhoso envolvendo o senado brasileiro é a certeza de que o voto secreto é uma prática autoritária, covarde e imoral, apesar de legal.

A lição nada edificante que colhemos é a de quase uma centena de pessoas, quase todas eleitas com votos de verdade, encolhidas, amedrontadas, acovardadas diante de um único mentiroso que afronta diariamente os cidadãos honestos deste país com seu cinismo e com manobras que comprovam exatamente o que ele tenta negar.

Os "éticos" lulo-petistas, espertalhões até a medula, já estão se aproveitando do clima de nojo coletivo em relação à postura dos nobres senadores e lançaram em seu alucinado congresso a idéia da extinção do senado. A possível absolvição de Renan Calheiros e a consequente reação servirão perfeitamente para cimentar essa idéia na mente dos cidadãos. Renan e seus cúmplices, além de coveiros morais do senado, podem ser também aqueles que concretamente o destruirão.

Esta é uma lição nada construtiva: a covardia de uns oitenta e poucos indivíduos alimenta o golpismo de esquerdistas muito sabidos.

Os próximos dias irão mostrar.
Up date: Sugiro a leitura deste artigo aqui.

9 comentários:

cilene disse...

Poderia ser uma licao construtiva se o povo nao fosse igual a esses senhores que estao no poder a roubar

cilene disse...

Amiga...vc nao tem o techoratti e nem RSS? procurei para assinar e nao achei

DO disse...

Realmente o Congresso não se tocou ainda este risco,SARAMAR.
Ou até sabem,mas e o medo de serem pegos tbem. O coorporativismo da quadrilha lembra as grandes máfias do século passado. Vão juntos até o fim.
Como alguém já bem disse :

Não existe político honesto. Existe sim o não investigado.

Beijos!!

Cejunior disse...

Como um próprio deputado do PT falou, "essa é uma legislatura amesquinhada"!
Se a gente achava a anterior ruim, essa turma nova aí é de doer...

Cejunior disse...

E mais ainda: agindo como agem, os senadores vão acabar trazendo a simpatia popular para aquela idéia do Ricardo Berzoini de acabar com o Senado Federal!
É tudo que a turma quer!!!!

Ricardo Rayol disse...

o pior cego é aquele que não quer ver. acha mesmo que eles acreditam que vão ser defenestrados de lá? duvido.

Jorge Sobesta disse...

Saramar,

Longe de fazer pouco de sua indgnação, mas já me encontro na condição de curioso observador com intuito de medir até que ponto pode um dito ser humano descer.

Por enquanto posso afirmar com certeza que lama, escrementos e dejetos não constituem obstáculos no rastejar dessa gente rumo aos desejos de seus egos.

Me pergunto apenas o que estamos fazendo no mesmo plano existêncial que eles e quando vamos mudar de faixa.

Grande abraço e ótima semana.

Ronald disse...

A não cassação do Renan será o fim do senado, eles não terão moral alguma para dizer nada, pelo menos para mim. Ninguém tem mais moral que eles???? Se ele quiser nós enchemos quantos maracanas ele quiserem com gente no Brasil com, no minimo, o dobro de carater, moral e ética que eles. Lula, vá se danar...

Flávio disse...

Infelizmente, Saramar, você está certíssima. Esperemos que, ao menos, os senadores entendam que a absolvição aumentará a possibilidade de um golpe, que poderá custar-lhes os régios e infames salários!