É MUITA CARA DE PAU PARA UM DIA SÓ!


O que é pior? Ver a ex-Suplicy (argh!) e vê-la gastando o dinheiro público para elogiar seu chefe ou assistir o mercado de peixes podres se envolvendo cada vez mais na absolvição do homem da vaca amarela que pulou a janela (o homem, não a vaca)? Ou será ouvir as novas sandices do líder, chamando a contratação de companheiros de "choque de gestão"? Ontem, a dose de abusos foi cavalar.

Vendo a ex-Suplicy na TV, em horário obrigatório (graças a Deus pela TV paga que nos livra de certos males), lembrei-me da Benedita. Esta, pelo menos, foi menos atrevida e desapareceu nos desvãos obscuros do seu partido, depois da viagem à Argentina. Ao menos, manteve um certo decoro (se é que esta gente sabe o que é isso). A ministra do relaxa... bem que poderia poupar os brasileiros da visão de sua detestável face.

Quanto ao mercado, exala cheiros cada vez mais putrefatos, apropriados aliás, à sua condição de túmulo da decência. E eu me pergunto até onde irá a cara-de-pau deste tal Almeida Lima que finge ter esquecido a sabedoria popular, ignorando o "diz-me com quem andas...". Ultrajou-se quando falaram de sua honra, apesar de considerar perfeitamente ético e moral ser o relator do processo contra o homem da vaca amarela. Outro cínico, desses de que o mercado atapetado anda cheio. Bem do nível do Quintanilha que se esqueceu do nobre e digno sangue que carrega. Que vergonha!

Mas bom mesmo é o líder e o seu "choque de gestão". A quem ele pensa que engana, nesta altura do campeonato? Até os escravos da bolsa-esmola sabem que sua defesa do inchaço da folha de pessoal visa à contratação de milhares de companheiros para cargos comissionados, os denominados aspones (perdão). Este sim, será o verdadeiro mensalão, com contracheque e tudo mais de direito. Direito?

Aqui anda tudo é torto, muito torto.

Enquanto isso, a oposição (?), canta aquela musiquinha nojenta: "tô nem aí, tô nem aí..."

3 comentários:

alexandre, the great disse...

Saramar, querida.
Realmente ontem foi "dose pra mamute"!
A propósito corrija o nome do ignóbil para Almeida Lama, ops... Lima.

Quanto ao "verdadeiro choque de (indi)gestão": espera aí um pouco que eu vou ali no cantinho... blééé...


Alexandre, The Great
(I'm be back!)

CAntonio disse...

Saramar,

Um morceguinho me contou que, daqui prá frente os ministros farão apenas loas ao supremo quadrilheiro, esquecendo as ações de seus ministérios - que não esistem -.

Com os partidos Alienados também já está acontecendo, notou?

SDS.

Ricardo Rayol disse...

sim minha querida, um choque na gestão.. até ela morrer eletrocutada. e por que está cheia de deds em falar aspones? eles são mesmo uai.