FANTÁSTICO SHOW DE QUAL VIDA?

Em relação à tragédia de Isabella, uma amiga e grande poeta, lembrou que este é mais um caso, que há milhares de Isabellas sofrendo e morrendo no mundo inteiro pelas mãos dos seus algozes. Eu sei, todos sabemos. Entretanto, a proximidade parece tornar maior a monstruosidade que adultos são capazes de cometer contra um criança, neste caso, quase bebê e filha, sangue dele, pedaço dele, o pai e carrasco.

Estamos chocados e a mídia se encarrega de manter vívida a terrível história. Vi, inclusive, jornalista engolir lágrimas diante das câmeras, afinal, alguns deles também são humanos.

Mas, o que pensar da entrevista de ontem no Fantástico, uma farsa trágica encenada em horário nobre que afrontou nossos sentimentos de revolta e indignidade diante de dois monstruosos atores?

Se depois de cada prova divulgada pela polícia, mais terrível se torna a tragédia protagonizada por ambos, mais nos convencemos do quanto foram desumanos, por que tentar mostrá-los como anjos, se sabemos que apenas mentem, mentem, mentem, tentando salvar a própria pele?

Estará a cultura da impunidade tão alastrada entre nós, como demonstra a infeliz entrevista cuja condução tentou transformar em vítimas, os algozes de Isabella, indo de encontro a tudo que já foi provado?

Quem fica impassível depois de saber que um pai lançou sua pequenina filha pela janela? Mesmo que a julgasse morta, como justificar tal obscenidade praticada para se auto-proteger? No entanto, o repórter do Fantástico só perguntou pela suposta dor deles, os monstros. Por quê?

Ouvi, em um jornal daqui, que as perguntas feitas ao casal foram elaboradas pelo pai de um dos monstros. Por que a tão poderosa rede globo se dispôs a ajudar tais pessoas mesmo sabendo do inominável crime que cometeram?

Podem os responsáveis pela lamentável entrevista, alegar que ninguém é culpado senão depois da sentença tramitada em julgado, como manda a lei. É correto. Poderiam, antes, ter a coragem, diante do conjunto das provas apresentadas, ficar do lado da vítima. Porém, como sempre acontece neste triste país, preferiram acolher os algozes.

Ainda bem que os cidadãos brasileiros, ao contrário de quem se sente formador de opinião, ainda tem sangue correndo em seu corpo e não suporta nem aceita bestas, sejam quem for.

12 comentários:

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Não sei qual a intenção da globo com a tal entrevista, mas para mim serviu mesmo para provar que sim, foram eles mesmos os assassinos.

CAntonio disse...

Saramar,

É verdade. A entrevista foi um tiro no pé.

Impossível não notar que não sabem fingir.

E, mais uma vez, a Rede Globo - a exemplo do Lulla - afagou os bandidos.

Eu não aguento mais.......


SDS.

Anônimo disse...

Depois de mais essa farsa encenada pelo casal e transmitida ao vivo e a cores para todo o Brasil, por essa emissora que se julga, acima do bem e do mal .. Acho que ficou bastante claro pelo menos pra mim .. a autoria do assassinato da pequena e indefesa Isabella .. no meu entender poderimos fechar a tampa do caixão, pois os assassinos acabaram de confessar o crime .. um grande e entristecido beijo meu .. guto leite
www.chutandoobardi.blogger.com.br

posturaativa disse...

quantas isabellas não temos por esse país afora!
em GO uma menina de 9 anos foi surrada, estuprada e morta, cadê a comoção nacional e os brados de justiça?

Fábio Mayer disse...

A Globo se prestou a fazer o jogo dos advogados da defesa: santificou os suspeitos, arrancou lágrimas que lhes arranjaram simpatia de certa parte (a mais ignorante) da sociedade e desqualificou as autoridades policiais.

Essa entrevista foi um desserviço à nação, na medida em que aumenta aquele sentimento arraogado entre as camadas mais ignorantes da população, de que não se pode confiar na polícia, justamente num caso em que ela agiu de modo irretocável, finalmente agregando tecnologia e ciência à investigação.

Ronald disse...

Pela forma que o pai da menina ria na entrevista, foram eles mesmos e, vemos que os maiores beneficiados pela reportagem foram os assassinos, nada mais.

DO disse...

Devo ser mesmo um imbecil,Saramar. Não consegui perceber tanta farsa na entrevista. Mas tudo indica mesmo que foram eles,e a duvida que fica é saber POR QUÊ.

Beijos!!

Anônimo disse...

Saramar,

Apesar do ranço das organizações globo. Acredito que o objetivo com a entrevista foi audiência. Apesar do preço de comerciais ainda ter peso, na revista - fantástico, o progama anda um tanto embolorado e com baixa no ibope.
Não observei beneficio nenhum aos acusados, acredito que nas atuais circunstâncias quanto mais se expuserem, mais subsidio obterá o ministério público na acusação.
Por sinal profissionais da área psiquica, fiseram interessantes
observações sobre os comportamentos dos dois posteriormente.

Robernílio Freire

Ferra Mula (Airton) disse...

A versão tupiniquim do CSI-SP
já encheu o saco.

Frodo Balseiro disse...

Acho que a Globo "patrocinou" a entrevista, por ter percebido que tinha pegado pesado demais no vazamento de notícias contrárias ao casal. Ou seja, ajudou a criar o clima histérico, e depois tentou dar uma consertada!
Claro, a emenda ficou pior do que o soneto!

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Deve ter sido um teste para atores?

Magui disse...

Ups..Não conheço o processo e tudo que falam pode ser distorcido, vontade de aparecer.Caso contrário esta família é uma quadrilha.