US$230 MILHÕES PARA ESTRADAS

Imagem: fotos das nossas estradas, retiradas do Google

... na Bolívia


A mais importante publicação brasileira, sobre viagens e estradas, o Guia Quatro Rodas, trouxe na edição de 2007, uma análise completa da situação das estradas do país. Por ela, ficamos sabendo que mais de 10% de nossas principais rodovias estão em estado precário. Segundo o informe do Guia, "são 7.564 quilômetros com muitos buracos, mal sinalizados e asfalto desnivelado. O estado campeão de buracos é também o detentor da maior malha viária do País, Minas Gerais, com 1.743 quilômetros de estradas precárias. Na seqüência, aparecem: Bahia, com 1.454; Mato Grosso, com 796; Maranhão, com 598; Goiás, com 443; Mato Grosso do Sul, com 419 e Pará, com 406".

Também a última pesquisa da CNT, publicada em novembro de 2007, demonstra que 74% das estradas brasileiras apresentam algum problema, além de mostrar que as dez melhores rodovias brasileiras são as privatizadas, todas no estado de São Paulo. Para o presidente da CNT, "o ponto crítico é a capacidade gerencial do governo para dar respostas para questões de infra-estrutura. Há um problema de gestão do Estado".

Ai, ai, gestão? Sob este governo (?) não se sabe o que seja gestão, senão da ficha policial da maioria de seus integrantes e aliados. O governo (?) não tem tempo para gerir mais nada. É mensaleiro, é aloprado, é dependente de lobista, é usuário de cartão corporativo e até banqueiro!! Haja tempo para administrar tantas demandas policias ou judiciais. O país? Empurra-se com a barriga (por sinal, grande).

Voltando à estrada, depois deste longo desvio. Quem não se lembra da famosa operação tapa-buracos, promovida pelo governo (?) federal em 2006? Inventada somente para angariar votos para o defensor dos pobres e dos trabalhadores, a tal operação foi um fracasso geral porque, enquanto fingia tapar buracos nas estradas, abriu um buraco no erário cuja medida chegou a R$ 76,9 milhões. Os ridículos resultados estão na pesquisa da CNT e nas estatísticas do DNIT. Se resultado houve, foi nas urnas, com votos para Luiz Inácio, o Enganador.

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, "o mau uso do dinheiro público não fica visível apenas nos pífios resultados obtidos pelo programa. O Tribunal de Contas da União constatou que, de 101 contratos da Operação Tapa-Buraco, 48, quase a metade, apresentaram indícios de 'irregularidades graves".

Se você julgar que a CNT e o DNIT não merecem crédito por serem ligadas ao governo (?) basta sair em curta viagem por alguma estrada brasileira que não tenha sido privatizada. A conta da oficina mecânica irá confirmar. E Deus queira que não seja algo pior. Toc, toc, toc.

De 2006 até hoje, qual foi o investimento em infra-estrutura rodoviária no Brasil? Segundo dados do Siafi, o governo (?) petista investiu em estradas cerca de 10% a menos do que o do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, aplicando, em média anual, R$ 2,1 bilhões, metade do que os especialistas consideram necessário. Com o PAC (cadê mamãe-pac, por falar nisso?), a previsão é de R$ 33 bilhões de reais até 2010 para restauração de rodovias. Mas, se se lembra da visita da minstra Dilma à comissão de infra-estrutura do senado, a maioria dos dados sobre a execução das obras rodoviárias, por ela apresentadas, foram questionados pelos senadores.

Pois então...

Não é que o companheiro Lula (dos outros, não dos brasileiros) vai "emprestar" US$230 milhões para o companheiro cocaleiro Evo Morales construir estradas na Amazônia boliviana?

É isso, meus amigos: 230 milhões de dólares do erário brasileiro para construir estradas na Bolívia. Comparem os valores: com o PAC, R$33 bilhões, em dois anos e meio, para o Brasil. Como a Bolívia não tem PAC, serão US$230 milhões. Como é bom ter amigo rico, no caso do Evo Morales! Como é perfeito fazer vênia com o chapéu alheio, no caso do Luiz Inácio da Silva!

Segundo Luiz Inácio, que disputou com Chávez o oferecimento de benesses ao índio cocaleiro, tal investimento se destina à "consolidação da democracia" daquele país, uma vez que "não abre mão de buscar a integração latino-americana".

Melhor ele faria se consolidasse os investimentos na melhoria das estradas brasileiras que matam mais que qualquer guerra, estando suas más condições diretamente relacionadas com a maioria dessas mortes. Além do mais, as péssimas condições das estradas interferem diretamente na competitividade do país por aumentar o valor do frete e os gastos com manutenção dos veículos.

Por que o governo (?) brasileiro irá investir essa fortuna em outro país quando precisamos tanto de refazer as estradas do nosso país? E, por que irá investir justamente no país do cocaleiro que desrespeitou os contratos firmados com a Petrobrás, assenhorando-se da usina que lá funcionava?

Coisas de petistas e seus amigos que, infelizmente, são inimigos do Brasil, tal qual parece ser quem nos governa (?).

11 comentários:

Fábio Mayer disse...

E nós bem sabemos que "emprestar" dfinheiro para a Bolívia significa "dar" dinheiro para o país vizinho, acostumado a dar calotes e levar seus débitos com a barriga entre um golpe de estado e outro, entre um populista e outro que sente na cadeira de presidente, sendo que Evo não é diferente de nenhum de seus antecessores, salvo pelo fato de que além de ser idiota, também aparenta ser idiota.

João Bosco disse...

Há tempos fiz um post sobre a saúde, onde defendi que o problema é o excesso de gestores, não de falta de gestão.
Podemos extrapolar para muitos "buracos" do governo brasileiro.

Ricardo Rayol disse...

algum ele tinha que levantar para ajudar nas eleições... nada como um "acordo" bolivariano.

querem apostar que Evil Imorales irá meter a mão e Lula vai abaixar as calças, de novo?

DO disse...

Bem lembrou o FABIO: este empréstimo pode muito bem virar uma doação com este indio cocaleiro safado e sem vergonha.
Aliás,depois que acabar este desgoverno,eu gostaria muito de ver o Ministério Público cobrar deste nosso presidente todas estas "bondades" feitas com nosso dinheiro.
Francamente!!

beijos!

Anônimo disse...

Fala sério Saramar .. por vezes acabo achando que vc não vai muito com a cara do nosso grande estadista .. se o cara faz acordos reclama se o carinha não faz vc reclama .. quer se decidir? .. logo agora que a besta dos quatro dedos tem a brilhante idéia de construir a “TRANSCOCAINE” .. vc vem deitando falação .. minha cara amiga .. pense bem .. com a rodovia pronta, não correremos mais o risco de cheirarmos coca com prazo de validade vencido .. os nossos narizes vão agradecer e muito .. rsrsrsrsrs .. um beijo grande do amigo carioca .. guto leite.
WWW.chutandoobardi.blogger.com.br

posturaativa disse...

enquanto aqui as estradas deixam a desejar e pelas melhores pagamos pedágios exorbitantes
essa grana para o cocalero vai e não volta

Airton disse...

O problema maior é, como pode um Presidente levantar toda essa grana, ceder a um governo de risco como a Bolivia sem que ninguem questione?O Congresso? O Judiciário? Quem autorizou o Lulla usar desse expediente sem prévia consulta? REspaldado em que? É preciso rever essa situação. Daqui a pouco ele estará mandando dinheiro para o Vietnan
também, além do que já mandou para os países africanos.
Há pouco tempo ele mandou 1.5 bi
de dólares para Cuba. Até quando?

Santa disse...

Saramar querida...

Só quem mora no nordeste, como eu, sabe muito bem o que são as estradas de cá. Lula faz fita doando nosso dinheiro onde interessa atuar. Saramar, com os congressistas e um governo larápio que temos, possa haver alguma boa alma preocupada com a infra-estrutura neste fim de mundo?

Bjs

Carlos Emerson Jr. disse...

Mais uma lambança em nome de nossa (quer dizer, deles) política externa chefiada pelos companheiros do Itamaraty!
Quer dizer que o IPVA está indo prá Bolívia ? Não seria o caso do pessoal parar de pagar esse imposto como protesto ?
Ah... esqueci: brasileiro não reclama de nada, é tão bonzinho...

Labellaluna® disse...

Oi Saramar... vim conhecer este Concordo plenamente com vc... e só vou fazer uma pequena observação que fiz no blog do Guto...
Como pode um presidente como este... que além de tudo isso,nada vê, nada sabe sobre as falcatruas de políticos parceiros que "deveriam" estar (pra ser boazinha) sobre as suas ordens, ter uma popularidade como a dele???
Só posso concordar com o Pelé... "cada povo tem o governante que merece" ... O que nos resta é continuar lutando... tentando... mesmo sendo a minoria...
Apesar que até hj ainda n encontrei quem assuma ter votado nele... só um ou outro arrependido... mas...
beijo grande
Regiane

Steve Hunter disse...

Oi, Saramar!

É bem provável que venhamos a receber o dinheiro em COCA.

Kiss!