VOTAR? POR QUÊ?

Dizem que a campanha política não está “deslanchando”, que o povo não está envolvido com a eleição e que será muito difícil a conquista do precioso voto do eleitor.

Tomará que estejam certos os que vivem com essa preocupação. Pode ser sinal de cautela. E tomara também que estes preocupados sejam os próprios candidatos. Pode ser sinal de preocupação com a opinião de quem vota que, afinal, deveria ser o comandante de todo o processo eleitoral e do que é feito do mandato, depois das eleições.

É mais que compreensível a desconfiança inteira e a ojeriza dos brasileiros em relação aos candidatos que se apresentam, ainda que estes sejam anjos descidos do céu, o que é, por definição, impossível.

Depois de todas as demonstrações da falta de caráter da maioria dos eleitos para representar o povo, materializada em crimes ou delitos, em cinismo ou desinteresse, como esperar que os eleitores se sintam motivados para o voto?

Os escândalos sucessivos e, mais grave, a constatação de que a punição demora ou nunca chega, principalmente para políticos e “autoridades” são fatais para a credibilidade, não das pessoas, mas do próprio governo formado pelos três poderes, onde a corrupção já se tornou lugar comum, quando deveria ser excepcional.

O cidadão brasileiro, seja qual for seu nível de acesso à informação, tem certeza de que o voto é um perigoso instrumento que coloca o poder nas mãos de indivíduos que se lançam à vida política com um objetivo único de se aproveitar do mandato em proveito pessoal. Para nós, cidadãos, votar em alguém significa dar um tiro no próprio peito porque sabemos que a mentira e a traição são as estratégias que movem o candidato e, depois, o "representante" eleito.

Apesar de não fazer apologia do voto nulo, vivo me perguntando: para que votar se sei que o meu eleito irá se voltar contra mim e o meu país, ao privilegiar a si e aos seus escolhidos? Em quem votar, se os eleitos trabalharão apenas para atingir o mais estéril poder e a corrupção (com seus vorazes filhotes) como objetivo único do mandato que eu lhes darei com o meu voto?

Por que eu darei mais um tiro nas minhas esperanças?

11 comentários:

Ozéas disse...

Estou vivendo o mesmo dilema, por que votar?
Olho a Câmara da minha cidade e só vejo medalhas, diplomas de cidadãos honoríficos, honrados e um enorme cabide de empregos para os apadrinhados...
Ainda não sei o que vou fazer, por enquanto só me vejo indignado.

paschoal disse...

Já eu sou a favor de que ninguém saia de casa para ir votar.
O dia em que isso acontecer, em que a parfcela pensante da população se indignar e não sair de casa para perder seu tempo, quero ver como é que a canalha irá reagir!
Já pensou que linda seria esta manchete: Vinte milhões não comparecem às urnas. Governo terá que providenciar um segundo turno!
Só assim, nessa circustância é que os safados de plantão irão começar a colocar suas barbas de molho.

DO disse...

A campanha de verdade so começa com o horario na tv,SARAMAR. Mas o que esta havendo é mesmo uma frustração geral. Eu mesmo não estou empolgado com nenhum candidato e estoui pensando seriamente em anular tudo.
Alias,escuto todos e não vejo nada de diferente na canalhada toda. De todos os partidos.
Beijos!

ZEPOVO disse...

O dilema existe, hoje está mais claro, e não parece melhor porque quanto mais transparência mais nojo.
É a democracia senhores, não é o ideal mas apenas o melhor que temos.

Keikas disse...

desolador minha amiga.....
bjka

Cejunior disse...

Pois é... eu vou ter que descer de Nova Friburgo para votar no Rio de Janeiro, no candidato "menos pior"!!!
Ou pagar R$ 3,00 de multa...
Perdi o prazo para transferir o título e agora não tem jeito, encarar o Rio.
Ou seja, vou votar em um prefeito e vereadores que nem sei quem são.
Mas a culpa aí foi minha, claro.
Um beijão.

posturaativa disse...

Sara, sempre fui contra o voto nulo, mas com a falta de opções, já os candidatos são sempre os mesmos, já penso nessa saída................

Anônimo disse...

Bom dia Saramar .. nada melhor para políticos, digamos no mínimo desonestos, do que contar com nossos votos para legalizar a podridão .. se não fossem as sanções eu nem apareceria pra votar .. mas sabe como é .. votamos pelo medo de represálias .. mas com toda certeza meu voto será NULO .. rsrsrsrs .. um grande abraço do amigo carioca .. guto leite.
www.chutandoobardi.blogger.com.br

Alexandre, The Great disse...

Quem sabe, Saramar?
Talvez a partir de atitudes como esta (votar nulo), tenhamos uma mudança a qual, até então "escolhendo" em quem votar não tivemos ainda?
É algo que ainda não tentamos (coletivamente), não é mesmo?
O que acontecerá por aqui quando apenas 30% do eleitorado escolher um candidato dentre as opções e os restantes 70% votarem NULO?

Taí... gostaria de ver isso!

Steve Hunter disse...

Votar? Nem Pensar!!!

Votarei sim, quando o Serra for candidato em 2010, se o for.

De resto, para outros pleitos, não tenho e, talvez, nem tenha.

O país acabou há muito.

Bjão...!!!

Neto disse...

Eles fazem do voto algo obrigatório, mas no fim das contas de nada adianta, pois não existe a democracia de fato.
A democracia no Brasil é uma ilusão alardeada pela mídia (infelizmente).

O Brasil vive mesmo é de conchavos, nepotismo, apadrinhamentos e o QIindica.

[]'s