QUANTO CUSTA UM BEIJA-MÃO

Então Luiz Inácio trocou o dinheiro público (na forma de isenção de impostos) pelos salamaleques e beija-mãos papais para ele, a primeira inútil e mais uma turma de ministros que estão passeando na Itália enquanto o país afunda na crise.

A igreja católica, uma das bases principais do petismo, cobrou e Luiz Inácio pagou, com a MP n.º 446/2008 que beneficia as tais entidades filantrópicas (!), inclusive as falsas, conforme descobriu a Polícia Federal. O benefício vem em forma de anistia de débitos fiscais, principalmente com a Previdência Social. A MP, além de tornar mais brandas as regras que permitem a classificação de entidades entre as filantrópicas, ainda apaga todos os débitos que estas têm com o erário. Negócio de pai para filho que retira da Previdência Social R$15 bilhões (segundo li no Ucho)!

Em troca destas bondades todas, Luiz Inácio, Marisa Letícia, Dilma Rousseff, Franklin Martins, Luiz Dulci e Celso Amorim estão visitando a bela Itália e beijarão o anel papal diante dos holofotes. Provavelmente, o presidente terá aquela entrevista que a Santidade dispensa às celebridades do momento. Tudo já negociado e bem pago com a medida provisória.

Nós, que trabalhamos loucamente para nos sustentar (afinal, não somos excelências), pagamos a viagem, pagamos para o presidente aparecer diante das câmeras ao lado do Papa e somos privados dos impostos que as tais filantrópicas (que de filantrópicas têm muito pouco) deveriam pagar, como todos pagamos. Nós, os que trabalhamos.

O presidente brasileiro sempre foi acintoso em suas ações e omissões, além de toda imaginação. Agora, neste momento econômico terrível, que exige a dedicação extrema dos governantes no sentido de buscar soluções internas para a crise, Luiz Inácio não só sai em passeio, como livra entidades (inclusive criminosas) de impostos e, não contente, posa ao lado de jogadores "brasileiros", preocupadíssimos com seus bolsos milionários. E ainda os usa como exemplo para os milhões de brasileiros aflitos com as contas, os impostos indecentes, a inflação e com o que será deste país a partir do próximo ano, a continuar a prática da irresponsabilidade governamental que já estamos cansados de acompanhar.

"Comprem", diz o presidente. "Não parem de comprar".

Se ele pagasse suas despesas, se não fosse uma das excelências que vivem às custas do trabalho alheio, pensaria dez vezes antes de dar tal conselho.

Se fosse um governante responsável, pensaria mil vezes antes de incentivar o consumismo, principalmente quando ninguém sabe o que será o amanhã.

7 comentários:

Anônimo disse...

Boa Noite,
lhe telefonei na Anvisa e falaram que andas adoentada? O que houve, vc DESAPARECEU!! Estou torcendo pelo reestabelcimento, SAÚDE!!!
ABRAÇOS!!

ROBERNILIO FREIRE

Star disse...

É Sarinha, ele pode ter a simpatia da Igreja, dos Bispos, do Papa, não tendo do povo pra mim já tá bom...

Bom fim de semana, saúde!

ateuatoa disse...

Saramar, a cada dia que passa, uma medida petralha é editada e sempre visando uma forma de desviar recursos públicos.
Elles estão desesperados com a possibilidade de virem a perder o comando central do País e estarão investindo pesado na compra de votos.
Isso incluirá aumento excepcional no valor das bolsas-esmolas bem como a ampliação do número de beneficiados.
Veja, também, a medida petralha 443!
Todas visando garantir bons lucros!
Nós, através do IR descontado compulsória e mensalmente do salário é que iremos pagar a conta, como sempre.
E as Forças Armadas? Cadê?
Só voto não será suficiente para tirar a quadrilha do poder não!

DO disse...

Infelizmente este imbecil adora fazer bondades com a grana dos outros,ops,com a NOSSA grana.

Beijos,Saramar!!

guto leite disse...

Bom dia Saramar .. acredito que vc tenha entendido de forma errada as palavras do grande Asno .. Ele quando falou .. "comprem, não parem de comprar" .. com certeza ele queria dizer .. "se endividem, não parem de se endividar" .. até porque, eu entendo que pra comprar é necessário ter dinheiro .. e esse dinheiro já nos foi tirado a muito tempo, seja na forma de impostos acharcantes, seja na forma de uma má remuneração dos nossos salários .. fato é, que estamos na pindaíba .. hoje em dia tomar dinheiro emprestado é a única solução para se adquirir qualquer bem .. espero que as instituições financeiras consigam segurar o tranco quando essa ilusória bolha de consumo estourar .. um preocupado beijo do amigo carioca .. guto leite.
Obs: Se não for muito incomodo, gostaria de saber como a amiga esta passando, me de noticias .. estou preocupado com vc.

Ricardo Rayol disse...

direto na jugular

posturaativa disse...

Lógico que ele incentiva, de forma irresponsável, a compra, porque sem ela a realidade do fosso econômico que estamos aparecerá rapidamente, o desespero dele é visível, afinal ele tem 2009 e metade de 2010 para se agüentar e tentar fazer um sucessor ( isso se a companherada não mudar a lei e emplacar o 3º mandato)