PARABÉNS OU PÊSAMES?

Eis que a Roussef foi eleita.

Parabéns a ela e aos seus eleitores pela vitória que, vista pelos olhos da mídia, parece ser a redenção do mundo.

“Pela primeira vez, uma mulher foi eleita presidente do Brasil”. E abundam dados, e os jornalistas lembram Isabel, a princesa e falam de todas as outras mulheres governantes, como se algo além do gênero fosse comum entre elas. É uma postura tão enganosa que sequer foi lembrada durante a campanha política, senão aqui e ali. Agora, eleita a “presidenta” (argh!), como a Roussef se denominou, o gênero emerge como ícone do futuro governo. Quanta bobagem ainda iremos engolir durante estes quatro anos? Ai,ai.

À parte o gênero e voltando à realidade, o primeiro discurso da Roussef, o cenário deste discurso e as manifestações posteriores (nas entrevistas) já demonstraram a que veio a “primeira mulher, blá, blá, blá...”.

Marionete que sempre foi, ela já sinalizou que nada vai mudar. Aliás, coitada, o que mais pode fazer senão escolher quem a manipulará – ou Luiz Inácio (o lula) ou Dirceu, o poderoso chefão do petismo? Pelo menos, ela demonstra que é leal ao seu construtor, tal qual o mais reles frankenstein.

Os movimentos iniciais da Roussef são assustadores em sua clareza: na primeira manifestação após a eleição, ela discursa acompanhada de Palocci, aquele que se beneficiou da quebra ilegal do sigilo bancário de um cidadão (tentando se esconder das câmeras). Depois, Márcio top top ressurgido, dando tom do que poderá ser a conduta do novo governo.

E, para finalizar – ou iniciar – a clara manipulação promovida pela presidente eleita em favor da volta da CPMF, solertemente planejada com sua base eleitoral, na primeira e claríssima ação contra a vontade do povo brasileiro que já renegou tal imposto.

Parabéns a vocês que elegeram a Roussef. Graças a vocês, os brasileiros serão obrigados a engolir novamente, tanto o Palocci (e sua ética), quanto a CPMF que servirá para financiar tudo neste país, menos a saúde.

Parabéns aos eleitores da Roussef e pêsames ao Brasil.

7 comentários:

Blog do Ferra Mula disse...

TOQUE DE SILÊNCIO
Indiscutível a existência de dois Brasis oponentes, estimulados pela cúpula governamental a assim permanecerem, alimentados pelo refrão sistemático dos inflamados e alcoólicos discursos presidenciais nos quais contrapunha as chamadas “elites” aos “pobres”, lembrados e visitados em épocas eleitorais. Arengas tão velhas, mas que satisfazem a população, mantida, ainda, pelos sagazes aproveitadores da ignorância alheia, no fosso da estupidez humana.

Esta divisão ficou comprovada ao ser anunciado o resultado da apuração eletrônica: a grande fatia da população que suga nas tetas da Caixa a sua “bolsa” graciosa, e o dos contribuintes que dá sustentação a este bizarro Brasil da contumaz preguiça fagueira e da perniciosa irresponsabilidade de viver de barganha. Somente as mesuras com o chapéu alheio respondem pela vitória da violenta candidata.

Não há lógica que explique a eleição de uma ré confessa, com seus crimes registrados em livros e em slides e que, daqui para a frente, vai ditar normas a brasileiros probos, éticos e de conduta ilibada. Não há lógica que explique como as supremas instituições se deixaram devorar, nas entranhas, pelos carunchos da corrupção, dando provas de que seus alicerces já estavam bastante apodrecidos por desejos agora satisfeitos. Não há Esopo que explique a moral das fábulas brasileiras em que o mal sempre vence o bem.

Reconhecemos que Gramsci venceu a batalha, pelo menos, nesta primeira parte do primeiro ato, em que tudo são festas e comemorações.

Pobre Brasil, que tem como óbices antagonistas seus próprios governantes e seu próprio povo, todos egoístas, todos espertos, todos inescrupulosos! Pobre Brasil, coberto por uma mídia medrosa e subserviente, escondida na dubiedade e na manipulação de suas informações, mas que vai sentir na pele, em breve, a mão de ferro que o sequestrador Franklin Martins vai baixar sobre os seus ombros, impondo-lhe a censura já apregoada na constituição petista, o PNDH-3! Pobre Brasil, cujas Forças Armadas terão que prestar homenagens a uma bastarda, lesa-pátria, em obediência às regras que ditam o ritual do cargo! Irão prestar, também, homenagens a Chávez e a Fidel que, presumivelmente, estarão a postos, ao lado da criminosa presidente, como convidados especiais?

Não disseram, um dia, que “lugar de brasileiros é no Brasil”, confundindo mercenários aqui nascidos, com os dotados da excelência da brasilidade?

Em agosto, um artigo meu perguntava se queríamos “pleito ou preito” e a resposta da votação diz que desejamos a manutenção do subdesenvolvimento, da falta de educação em todos os sentidos e níveis, do extermínio do decoro, da permanência do roubo do dinheiro público e de tudo o que o ébrio de Garanhuns ensinou a seus filhos de partido.

Pleiteamos um governo austero, mas iremos preitear anos (não sei quantos) de ausência de moralidade, com um toque de silêncio em memória do regime democrático que se esvai, apressadamente. Não é sem razão que a caixa eletrônica de votação é chamada ‘urna’, por sepultar todas as esperanças que se tinha a respeito de uma possível sensatez deste povo ignóbil e moralmente doente.

O que dizer mais, a não ser que teremos de conviver com os horrores que se prenunciam e que virão, certamente, pelas estúpidas intervenções de um fantoche tão ou mais ignorante, tão ou mais perverso do que seu idealizador?!

Prof.ª Aileda de Mattos Oliveira

(Membro da Academia Brasileira de Defesa)

Jorge Nogueira Rebolla disse...

A oposição apenas institucional não será suficiente para impedir a eternização do petismo no poder. Não podemos nos limitar apenas ao confronto eleitoral, terceirizando para pessoas não confiáveis a defesa dos nossos direitos. Nós que não concordamos com o avanço esquerdista sobre as nossas vidas não podemos nos omitir e deixar que apenas a minoria no congresso se oponha. Até porque muitos deles seguem a mesma cartilha. Vários membros da oposição já deixaram isto claro. Na defesa da cpmf a declaração favorável do poste sem luz mineiro anastasia, cria e cúmplice do aécio; o deputado federal tucano otávio leite fez questão de deixa bem claro que não é de direita e nunca será; o comunista roberto freire foi ainda mais longe ao assumir que o pps deve fazer oposição à dilma pela esquerda.

http://vermelhosnao.blogspot.com

Jota Effe Esse disse...

Acho que pêsames é mais adequado, porque o Brasil não aguenta mais impostos. Meu beijo.

Alexandre, The Great disse...

Eu perdi a paciência e a saúde por conta disso. Portanto adotei uma exclamação única para qualquer reclamação doravante:
F...-SE!

Desculpe, Saramar.

Claudinha ੴ disse...

Oi amiga!

Estou com você! Me decepcionei até!
Beijos!

Poliane Latta disse...

Oiee... se lembra de mim??
Achei interessante ler seu post pois meu marido, recente na blogosfera escreveu sobre tb!
aqui: http://eduardolatta.blogspot.com/2010/10/e-esteja-dito.html

Bem, mas o q me traz aqui... é q eu voltei blogar depois de tanto tempo! E vim rever os velhos amigos! Aproveitar tb pra te dizer q tem um cartão de Natal pra vc lá no meu rumorejo te esperando! ;)

Bjsss mil!

Poliane Latta disse...

o link do cartão de natal: http://rumorejo.blogspot.com/2010/11/envie-cartoes-de-natal.html