ESPETÁCULO DA MEDIOCRIDADE DE UMA SOCIEDADE QUASE APÁTRIDA

Geraldo Almendra

"A verdade nua e crua é que os países que experimentaram o socialismo não realizaram a melhoria da qualidade de vida do seu povo, mas os maiores genocídios realizados na história da humanidade. Apenas os países que se propuseram a sair e "enfrentar" o capitalismo usando das mesmas armas, é que conseguiram dar melhores condições de vida para o seu povo.
Os poucos países que ainda teimam em seguir essa utopia estão sendo alijados do jogo da competitividade mundial, e seu regime consegue se manter apenas sob o comando da barbárie e da força de ditadores".
Adriana Vandoni

"Toda a sujeira será enterrada".

Este deverá ser o nome de um filme − campeão de bilheterias −, que daqui a alguns anos, não sabemos quantos, retratará a passagem do petismo no país, como o fiador da mais torpe onda de prostituição da política registrada na nossa história.

Será assistido depois do caos social e econômico proporcionado pelo espetáculo da gestão do presidente submisso ao Foro de SP, que está transformando o Brasil em um país absolutamente medíocre e sem futuro, um paraíso de corruptos, prevaricadores e canalhas de toda a espécie, melhor dizendo, da pior espécie, livres, leves e soltos − desde que permaneçam do "lado certo".

Os poderes dominantes – poder público e seus cúmplices das elites dirigentes − do nosso país estão em transe feliz − quase sexual −, pois tudo o que fazem de errado ou deixam de fazer de certo, é simplesmente ignorado pela opinião pública, se transformando na história de ontem que deve ser esquecida hoje, com a ajuda "inesquecível" da maior rede de televisão do país. A sociedade, diante de seus algozes, se comporta de forma covarde, omissa, submissa e cúmplice da destruição da pátria − de seus filhos e de suas famílias.

Como se já não bastasse o deprimente espetáculo da podridão moral e ética dos podres poderes da "República" – espetáculo diuturno do nosso cenário político −, uma nova, e para "variar", grotesca notícia da escrotice da prostituição da politicagem, vem à tona pelas mãos de alguns que ainda persistem em alertar a sociedade da desgraça que o petismo está provocando ao país. Estamos sendo feitos vítimas fatais da "virtuosidade política" da cria mais famosa do pântano do neoliberalismo mentiroso e corrupto da era FHC.

Está sendo divulgada uma proposta, feita pelo presidente de nossa apodrecida "República", de uma formalização de reuniões semanais de trabalho com os presidentes do Senado e da Câmara para que sejam "organizadas" as pautas do Parlamento.

Ou seja, de forma definitiva, o Poder Legislativo vai se ajoelhar diante do Poder Executivo, permitindo uma inequívoca mudança "oficial" de regime político no país.

Com o Poder Judiciário o "trabalho", já está quase completo com a perspectiva, divulgada pela mídia, de que o STF está pensando seriamente − "por razões de natureza processual" − em rejeitar a denúncia da gang dos 40, denúncia essa que foi feita pelo Procurador Geral da República.

Os estudiosos da Ciência Política estão diante de uma "brilhante" inovação petista: a Ditadura "Republicana", com os poderes Judiciário e Legislativo seguindo as diretrizes traçadas pelo chefe do Poder Executivo.

Depois disso só falta mudar os nomes da estrutura do poder público para oficializarmos o regime ditatorial comunista no país.

Prezado Sr. Jarbas Passarinho

Eles já estão se atrevendo, pois não têm mais nada a perder, a não ser a liberdade, a residência no país, ou a vida – todos os outros valores já se foram. A vitória do Foro de SP se prenuncia, e a prostituição definitiva da política tomou conta do Parlamento.

"... conversas sobre invencibilidade levam à arrogância,
à superficialidade e à negligência da ciência militar...".

Diante deste quadro, ou temos muito que fazer, ou simplesmente nada mais a fazer, a não ser caminhar para a beira das covas coletivas da prostituição da política, da corrupção, da imoralidade, da falta de ética, da omissão, e da covardia, selando a nossa concordância em aceitar que transformem nossa pátria no Circo Comunista da Mediocridade do Retirante Pinóquio.

A escolha será nossa − da sociedade organizada e politicamente consciente que ainda resta no país.

No meio de uma guerra civil não declarada, fomentada pela falência da educação e da segurança pública, nossos sonhos de democracia em um país moderno estão sendo destruídos; estão escorrendo pelos ralos do corporativismo mais fétido, da prostituição mais torpe da política, da corrupção sem controle das relações públicas e privadas, da prevaricação como padrão de comportamento de servidores públicos, e da falência conseqüente do poder público Republicano como forma válida de governo.

Todos estão se vendendo ao mais sórdido filho da serpente da prostituição da política em um estalar de seus "dedos".

O comitê do Politburo está sendo formado para começar a organizar a "casa" e a festa da nova burguesia petista. O "partidão único" também já está sendo estruturado: PMDB + PT, com o mesmo presidente de "honra". O resto está sendo considerado pelos vermelhos como resto e submissos aos caminhos da sobrevivência de suas próprias sinecuras políticas. No final, quase todos estarão do mesmo lado, pisoteando o sangue do povo.

11 comentários:

david disse...

Vá me dizer que o Partidão ainda não existe????
Até o PSDB está nessa.

Alexandre, The Great disse...

Meu sangue, não!
Antes de ser abatido, mandarei alguns para uma exclusiva "audiência com o rabudo".

Escrotos!

Hasta la vitoria!

dácio jaegger disse...

Um excelente texto desabafo para que assinemos em baixo sem pestanejar.Vendilhões do templo criando dificuldades para vender facilidade; eles não conseguirão enganar durante mais do que um ano e serão apeados do poder./Beijos Saramar

Stella disse...

jamais veremos esse filme, ele será destruído antes de eles deixarem o poder.
hoje muitos russos foram presta suas homenagens ao 57º aniversário de morte de Stalin
vai entender......

Ricardo Rayol disse...

Virou uma zona. Depois, quando fecharem o congresso o povo dirá amém.

tunico disse...

É. Pautar o Congresso é ruim.Vamos ver onde isso vai parar.

david santos disse...

Olá, Saramar!
Passei aqui por o Brasil e não pude deixar de te vir dar um abraço. Não te cales.
Parabéns

Jorge Sobesta disse...

Saramar,

Depois que isso passar, se passar, o povo vai incorrer no mesmo erro, se houver povo, e colocar no poder gente tão ou mais podre, se puderem.

Grande abraço.

Fábio Max disse...

Saramar,

Hoje o presidente declarou que não compartilhará a CPMF com os estados...

Você está certa em afirmar que, juntando o hómi, mais o Renan Calhor...digo Calheiros e o Arlindo Canal...digo Chináglia o negócio é virar mesmo um politburo.

Mas sem os governadores, isso é apenas uma idéia. Duvido que eles, os governadores (muitos presidenciáveis: Aécio, Serra, o da Bahia e Roberto Requião) serão bonzinhos e arregimentar suas bancadas para deixar o homem "trabaiá" como quer ou como dizem que ele quer.

Acho que teremos mais 4 anos do mesmo: PARALISIA!

tunico disse...

Saramar,a reação já começou.O Jobim renunciou.

Escorpiana Explosiva disse...

Um ótimo texto minha amiga faz com que paramos para analisar melhor as coisa que nossos governos e presidente querem nós enfiar boca abaixo.

Muito obrigada pela visita.

Um abraço.