VOCÊ SABIA DISSO?

BOLSA-CRIME

"Como é de conhecimento geral, este ano, os Jogos Pan-americanos serão realizados no Rio de Janeiro. Que eu saiba, o governo federal, o governo do Estado do Rio de Janeiro e a Prefeitura do Rio de Janeiro não realizaram concurso literário, entre alunos de escolas públicas, sobre o tema. O governo federal poderia realizar um concurso de redação entre estudantes de todos estados brasileiros e os primeiros colocados, em cada uma das vinte e sete unidades federativas, ganhariam, por exemplo, uma viagem ao Rio de Janeiro, com direito a assistirem aos jogos pan-americanos. O governo estadual poderia fazer o mesmo em relação aos noventa e um (excluindo a capital) municípios do estado. E a prefeitura poderia fazer o concurso entre os setecentos e cinqüenta mil alunos das mil e cinqüenta e quatro escolas da prefeitura.

Se não fosse por concurso de redação, os melhores alunos, por exemplo, poderiam ser premiados com ingressos para os jogos pan-americanos.

O mesmo poderia ser feito com os jovens que praticam esportes.

Nada disto foi feito, mas os jovens delinqüentes, em liberdade assistida, receberão ingressos para assistirem aos jogos pan-americanos.

Qual será o próximo passo? Lula não poderá criar cota para jovens criminosos, pois eles, como o próprio presidente apedeuta, não querem estudar. Lula não poderá criar cota de emprego para os jovens criminosos por dois motivos: "nunca na história deste país" se viu tanto desemprego; e os jovens criminosos não querem trabalhar, como o próprio presidente. "

OS HERÓIS

Há algumas semanas, os brasileiros discutem o conceito de herói. Para o jornalista Pedro Bial, os participantes de um programa televisivo são heróis, pois passam horas fazendo fofocas, em festa, tramando golpes e traições. Para Lula, herói é um ministro que recebe mais de vinte salários-mínimos mensais. O presidente não explicou o que motiva os ministros a trocarem cerca de cinqüenta salários-mínimos mensais, com bônus adicionais, por um salário de ministro; se admitir que há outras vantagens (pois a disputa entre os ditos ministeriáveis é por ministérios que tenham maior orçamento), o presidente pode estar confessando que há corrupção ou mensalão em seu governo, coisa que todos sabem que o presidente, apenas ele, não sabe. Também os usineiros são considerados heróis por Lula. Quando ainda não era presidente, Lula os chamava de bandidos e os acusava de crimes ambientais, de lucros abusivos, de descumprimento da legislação trabalhista em vigor, de grilagem de terras, como o presidente mudou de idéia, resta-nos perguntar: qual é o ato heróico que os usineiros praticam?

Cada um tem o herói que merece. Depois de os jovens delinqüentes receberem a bolsa-crime e de serem selecionados para assistirem aos jogos pan-americanos, podemos perguntar: quem é o herói e o modelo dos jovens delinqüentes brasileiros?

Copiei lá do excelente blog do Agrestino.

9 comentários:

Santa disse...

Sara, em tempo real...

Estava por aqui lendo seu post e a rede caiu. Travou tudo e recomeço. Ao voltar percebi que tinhas passado lá no blog. Pronto só falta o cafezinho e um bom papo...rsss

Santa disse...

Quanto ao post, ainda fico impressionada com a capacidade desse governo de cada vez mais premiar o crime. Acho que só há uma maneira de frear isso: eles serem alvos mortais da própria obra.

david santos disse...

Olá!
Estou a passar para felicitar teu trabalho e desejar um bom fim-de-semana

Blogiana disse...

Saramar, da uma olhada no meu post sobre herois. E a deturpada visao de heroismo do nosso pais...
http://blogiana.blogspot.com/2007/03/e-agora-vamos-falar-com-os-nossos-heris.html#links

Alexandre, The Great disse...

Saramar.

"Cada um tem o herói que merece" - esta é a frase que sintetiza meu pensamento ao ler este seu texto.
Teu blog se tornou o forum da indignação, onde a verdade é mostrada sem véu - nua e crua, para que não restem dúvidas da sua existência.
Parabéns e um grande beijo,

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Saramar:

Você poderá não estar a ver bem o objectivo pretendido com estas medidas.
Á falta de honestos e trabalhadores, quem sabe não vai ser feita uma selecção de criminosos para no futuro participar desses jogos?
É capaz de ser mais isso que se pretende.

Não será, seguramente, a de os ensinar a trabalhar honestamente.

Bom fim de semana.
Um beijo,

Ricardo Rayol disse...

E esqueceu que chamou os usineiros, que massacram milhares de bóais-fria, também de heróis. Tua percepção do que é certo e errado nassa piada que se chama (des)governo é contundente.

Passarim disse...

Sara,

Contra tanta incompetência, precisamos de um mecanismo constitucional que nos permita, através de plebiscito, convocado pelos tribunais superiores, destituir Governo e Congresso Nacional quando estes não apresentarem soluções para um problema como o da segurança pública. Reforma política já !!!
Abs do Jarbas Cordeiro. Leia mais no Aparte.

Manoel Carlos disse...

Grato pela citação.