CLUBE DOS ANJOS


Diante da operação navalha cega (que arranha, mas não pode sangrar ninguém), o que os cidadãos devem pensar dos políticos brasileiros além da certeza de que TODOS eles são participantes ou coniventes com a corrupção?

Ao conversar sobre o assunto com muitas pessoas, noto que, além da inércia habitual relacionada à corrupção dos políticos, começa a surgir um cansaço aliado à indignação, à raiva mesmo, à vontade de reagir. Os cidadãos estão enojados dos seus representantes (?).

E daí? As excelências se preocupam com sua imagem? Por acaso, estão perdendo o sono com a opinião dos cidadãos? Claro que não. Basta ver quem foi escolhido para presidir o conselho de ética (??) do senado: Sibá Machado (PT-AC), suplente da Marina Silva, (ministra), um senhor que nunca recebeu um voto sequer para o cargo que ocupa.

Lúcia Hipólito acertou na mosca: este foi um contundente recado das excelências à população. ELAS, AS EXCELÊNCIAS, NÃO ESTÃO NEM AÍ PARA O QUE PENSA O CIDADÃO. O que querem é proteger o companheiro pego com as calças nas mãos, ou melhor, com o dinheiro nas mãos do mensageiro errado.

Não sei se o senador Renan Calheiros é culpado. É comum, aliás, que as pessoas detentoras de tanto poder tenham amigos muito fiéis e desinteressados, como demonstraram Gushiken e Roberto Teixeira em relação ao presidente da república.

Se ele é culpado ou não, logo se saberá. Entretanto, não tenho dúvida sobre a culpa dos todo-poderosos do senado que se apressaram em “blindar” o santo, digo, o senador Renan Calheiros. Estes sim, são culpados de ignorar a vontade da população que os elegeu, de decidir pelo duvidoso, jogando no lixo o restinho de credibilidade que o congresso nacional ainda possua, principalmente no senado porque a casa dos horrores já não merece sequer ser ouvida. Estes são culpados, poderosos que são, por deixar a defesa da verdade, protegendo aqueles que dela desdenham vergonhosamente, rindo na cara do cidadão, como se este fosse um descerebrado.

Eis os nomes do clube dos amigos do Renan:

Aluízio Mercadante
Antônio Carlos Magalhães
Arthur Virgílio
Jarbas Vasconcelos
José Agripino
Pedro Simon (até tu, Brutus?)
Sergio Guerra
Tasso Jereissati
Tião Viana

Escreva para eles, cobre deles uma postura de honestidade diante da corrupção. Pergunte a eles porque estão protegendo o presidente do senado, quando não protegeram Francenildo, por exemplo, um cidadão tão ou mais importante para a história desse país que as excelências que, por castigo de todos os deuses, fingem nos representar.

A pergunta, sem dúvida, é retórica e eles não irão responder. Nem precisa. Renan já o fez em seu discurso quando ameaçou seus pares de abrir a angelical boca, no caso de ser obrigado a deixar a presidência do senado. Essa ameaça sempre tem efeito imediato entre os parlamentares. Por que será?

5 comentários:

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Eu não sei se o Senador é culpado, mas tenho certeza que é sim!he!

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Saramar:

Tambem eu vou estando cada vez mais a par da situação no Brasil.
No Estados Gerais uma pequena nota de especial interesse para si, para o Brasil e para toda a América Latina.

Um abraço,

Stella disse...

Sara, eu nem sei porque continuo com minha indignação, as vezes penso seriamente de sair daqui, olho para meus filhos e sinto vergonha, quando vejo uma pessoa como Simon render-se a toda essa imundície vejo que não tem mesmo saída, tem-se que fechar esse país para balanço

alexandre, the great disse...

Saramar.
Quem se diz inocente não precisa de tanto "apoio", tampouco precisa chantagear seus "apoiadores".
Para mim, particularmente, Renan é culpado!
O fato de receber a "benção lulística" antes mesmo de se defender, já o condenou.


Alexandre, The Great

tunico disse...

Claro que o Renan é culpado. Mostrou um nonte de documentos mas não diz de onde veio o dinheiro. Igualzinho aos 1,7 milhões dos aloprados.
Alipas, vc não votou ainda lá em casa.