E VIVA A HIPOCRISIA

Que a hipocrisia é a principal característica dos políticos já se sabe há séculos. Mas, acho que nunca esteve em nível tão alto como neste país governado pelo líder vermelho e seu séquito de escravos e bajuladores.

Aliás, a hipocrisia e o cinismo se tornaram um jeito brasileiro de ser e já contamina a maioria da sociedade, principalmente aqueles têm a sina de conviver entre esquerdistas e políticos em geral. O caso do professor da UNB é exemplar. Um bando de desocupados estudando às custas do trabalho alheio deveria se preocupar com suas mentes pequenas e tentar aprender alguma coisa para serem úteis ao país que lhe dá de presente a educação, enquanto as crianças permanecem como cidadãos de décima categoria, relegadas às péssimas escolas públicas. Ao contrário, aliados da bobagem inconstitucional instaurada pelo governo lulo-petista, tentam provocar a cisão entre os brasileiros, a partir da cor da pele. Imbecis, bando de microcéfalos!

Em tempos de hipocrisia, Renan Calheiros, claro, ganha de todos. Ele se finge de Lula e ostenta um ar abestalhado perguntando o motivo de tantos quererem seu afastamento da presidência do senado. Nesta minha fase de raiva e vergonha maiores que a indignação que sinto, sou tentada a responder com algum xingamento à latura do cinismo senatorial. Porém, tenho princípios, coisa que anda em falta.

Anda tão em falta que as pessoas de bem já andam perdendo a esperança neste povo adulador de mediocridades e que se finge de cego para não ter que cumprir seu dever e limpar o país. Afundar-se na lama é muito mais fácil, afinal, só exigindo cara de pau e nariz resistente aos pútridos odores. Clau, por exemplo, cansou-se de pregar no deserto de vergonha que se tornou este país. Para ela, "o Estado de direito está no buraco com vários coveiros jogando a terra. O país já respira com dificuldade". Está certa, é claro. Nossos filhos, as crianças deste país, só encontrarão, em alguns anos, os companheiros, os sindicalistas, os sem-terra e os com-bolsa-esmola roendo os ossos da república.

Sugiro que leiam o post de ontem do blog do Leo: "Quando nada a declarar".

P.S. Agradeço aos meus amigos que vieram me dar os parabéns, aqui e nos meus outros blogs. Agradeço à chuva de carinhos pelo email e orkut. Agradeço ao Ricardo e à Luma (aliás, eleita uma das sete maravilhas da blogosfera, com todo a justiça) que me deram espaço de amor em seus blogs. Agradeço demais. Foram meus melhores presentes. Beijos a todos.

2 comentários:

Patacoadas do Cleber disse...

Querida Saramar, em primeiro lugar feliz aniversário atrasado. Desejo que tenha um ano excelente e tudo de bom na vida pessoal. Na vida cidadã, continuemos a luta... Se não tiver ninguém pra gritar é pior. Considero que plantamos em nossos blogs sementes de um futuro melhor. Se conseguirmos tirar uma só pessoa da letargia, já está valendo. Um beijo pra você.

Stella disse...

creio que o populacho está aprendendo bem com seu guia, além de nada fazerem incorporaram a hipocrisia no seu cotidiano