VAMOS GASTAR, GENTEEE...


Os políticos brasileiros estão realmente decididos a transformar o país em uma particular casa da mãe joana.

Em primeiro lugar, o dono da tal casa mandou recriar a CPMF. Seus vassalos, sôfregos pelas migalhas que lhes serão destinadas, já se agitam para cumprir as ordens do líder. Tanto este quanto aqueles são absolutamente insensíveis ao sangramento de todos os brasileiros cujo sangue superlota os cofres do governo a ponto do Mantegna defender a criação de uma poupança no tal fundo soberano.

Eu não entendo nada de economia, mas sei muito bem que, quando o básico está faltando, não há como pensar em poupança. Por exemplo, a denominada área social (saúde, educação e segurança) nunca mereceu deste governo (?) sequer um olhar de soslaio. Se ele, o governo (?) alega falta de recursos e quer mais e mais dinheiro do trabalhador, a ponto de pressionar pela volta da CPMF, como pode pensar em poupança?

Seguindo o exemplo do atual gerente da casa da mãe joana, os parlamentares querem gastar mais, muito mais e, em ano eleitoral, aumentam o número de vereadores nas câmaras municipais do país.

Às vezes, penso que estamos vivendo um pesadelo em que somos atacados por seres mais vorazes que ratos, que se reproduzem como ratos, que roem e matam como ratos. A realidade é muito pior que qualquer pesadelo. Sabemos bem a qualidade da maioria das câmaras municipais brasileiras.

Quem não se lembra dos vereadores de Aparecida de Goiânia (GO) que foram todos passear em Natal, levando seus cônjuges? Mas há exemplos mais recentes, como esta notícia, que recebi do meu amigo da Transparência Brasil.

Como se não bastasse dar a luz em parto horrendo, a mais milhares de excelências para viver às custas do trabalho dos cidadãos, os parlamentares de Brasília resolveram acabar de vez com a lei de responsabilidade fiscal que visa reduzir a gastança irresponsável do dinheiro público.

A ordem veio do poder executivo, ou seja de Luiz Inácio da Silva que, enquanto vocifera nos palanques prometendo lutar contra a inflação, manda diminuir os limites impostos pela lei de responsabilidade fiscal. Os vassalos, que aprenderam a voracidade com seu líder, avançaram ainda mais, desvirtuando o principal avanço promovido por esta lei que é o de impedir que governos gastem além de certo limite, deixando dívidas para o futuro.

A idéia por trás da mudança é permitir mais gastos, como o atual governo (?) vem ensinando, desde o primeiro dia. Para ele e seus companheiros, o dinheiro público existe para ser gasto à vontade e, mais grave, sem dar satisfação a ninguém. E, ai, de quem disser o contrário. Será imediatamente colocado na lista dos seus inimigos.

O cerco legal contra a moralidade cresce o tempo todo, com a flexibilização (palavra-chave deste governo) de qualquer norma que o impeça de gastar, gastar, gastar. Enquanto isso, trabalhamos cinco meses por ano só para pagar impostos e sustentar um bando formado por incompetentes, corruptos, traidores, mentirosos e outros indivíduos da pior espécie que dizem nos representar.

A mim não representam, já disse. Não votei em alguém para ser por ele explorada, roubada e enganada.

9 comentários:

João Bosco disse...

O duro é pagar a conta e, a conta está ficando cara.
Acho que o governo Lula está esticando os gastos, para ver até onde conseguimos pagar.
Depois ele irá aumentar mais um pouco para acabar de matar a gente.

Anônimo disse...

Estão o que? .. como vc pode achar que existam pessoas querendo transformar a nossa nação numa CASA DA MÃE JOANA ... rsrsrsrs .. fico abismado com a sua ingenuidade .. amiga SARAMAR .. pra seu entendimento, nessa terra abençoada por Deus e bonita por natureza .. a vaca já foi pro brejo a muito tempo .. Por que motivo o nosso amado e idolatrado salve, salve LUIS INÁCIO se preocuparia com coisinhas sem graça tipo Segurança, Saúde e Educação.
Veja bem, qual seria a graça investir em SEGURANÇA .. já estamos acostumamos a viver entre balas perdidas .. vai que a segurança volte a funcionar .. tu já imaginou o tédio que seria .. por que ele investiria em SAÚDE .. consegues imaginar um SUS sem fila .. pacientes sem corredor pra ficar .. rsrsrsrs .. por que ele investiria em EDUCAÇÃO: que coisa mais sem graça, vc pode me dizer como ficaria a nossa vida sem o famigerado vestibular e se não existisse essa legião de analfabetos, quem iria votar nele. A verdade é, que encher a burra as custas de falcatruas não é muito mais divertido.
Por isso minha linda eu volto a dizer que a VACA já foi pro brejo a muito tempo só esqueceram de avisar aos BOIS (leia-se O POVO) que crédulo como ele só ainda imagina uma solução pra isso tudo que ai presenciamos .. um beijo grande do amigo carioca .. guto leite.
www.chutandoobardi.blogger.com.br

Steve disse...

Um beijo procê, Saramar!

CAntonio disse...

Saramar,


O Samir que já foi vereador em São Paulo, sempre disse que a fila numa agência Banespa da Câmara era bem estranha:

Dia 28, quando os funcionários concursados recebiam, nunca havia fila nos guichês ou caixas automáticos. No dia 30, quando os nomeados recebiam, a fila era quilométrica. Todos iam descontar o cheque integralmente. Por quê?
Metade do salário sempre foi e será para o vereador.

Tivemos um vereador (Ivo Morganti) que pagava ao seu motorista R$ 9.000,00, quando os seus vencimentos chegavam a R$ 6.000,00.
Questionado ele sempre disse que o motorista era de total confiança e merecia. O motorista ganhava mais do que sua Insolência? Só no brazil, zil zil.


Uau! bjus mil Saramar do Brasil.


SDS.

cilene disse...

Sera que somos um povo maldito? que continuamos elegendo esses malditos a no apos anos

Ricardo Rayol disse...

la está sendo coerente com sua inépcia, atrasou-se em liberar o PAC então tem que fazer mágica, e vai conseguir

posturaativa disse...

a casa está caindo, quero ver como será quando essa arrecadação monstro não será suficiente para pagar o rombo
a começar pelo reajuste que deverá ocorrer nas tais bolsas

DO disse...

"Atual gerente da casa da mãe joana" foi otimo,SARAMAR.
Alias,muito apropriada,heheheh


Beijos!!

Anônimo disse...

Sua performance está The Best!!

Sou suspeito em comentar, pois já conhece meu parecer sobre estes picaretas de borracha (by A Jabor), que só superfaturam o JABACULÊ.

BEIJOS,
ROBERNÍLIO FREIRE