RESPOSTA À DEPUTADA IRINY LOPES


Diante do quadro de degenerescência moral que tomou o país, desde a ascensão dos “companheiros”, é comum que algum deles, dia sim, dia não, creditem a avalanche de denúncias – muitas delas comprovadas pelos inquéritos policiais e acolhidas pelos tribunais – a uma suposta tentativa da oposição de destruir o PT ou o seu deus, Luiz Inácio.

Ora, só o mais cego dos cegos (talvez Luiz Inácio) não vê que o partido dos trabalhadores não precisa de inimigos, nem de alguém que a ele relacione condutas imorais ou ilegais. Nestes tempos modernos, nem são necessários a luz do sol ou o luar para que se possa enxergar dólares em cuecas ou carros caríssimos ou depósitos estranhos em contas de supostos senhores da honestidade ou a tomada das entidades públicas por néscios e aproveitadores. Está tudo aí, às claras, documentado. Assim, não precisamos da visão de raios-X do Superman para perceber que os piores inimigos do PT são seus próprios integrantes.

Porém, fingir-se de cego diante dos crimes cometidos por companheiros não basta. Agradar os companheiros com sinecuras não basta. Usar as prerrogativas do poder executivo para pressionar os outros poderes não basta. Quem quer o poder a qualquer custo, como Luiz Inácio da Silva, tem que vender a palavra anteriormente dita, a história pessoal e política; tem que “queimar” os companheiros covardes ou malandros, tem que vender a honra, a moral e, como estamos vendo todos os dias, tem que dar o patrimônio do país para estrangeiros supostamente aliados.

E neste imundo mercado, onde projetos, ideais e honras são fartamente negociados, a moeda é mentirosamente chamada de governabilidade. Por ela, mata-se, morre-se. Mata-se a vergonha na cara; morrem as instituições democráticas. É o que estamos assistindo todos os dias: Luiz Inácio da Silva e José Sarney, unidos, cúmplices, vendendo e comprando o que já não mais possuem, a honra e matando o que não lhes pertence, o senado da república (a câmara já está morta há tempos).

E os petistas ainda insistem em dizer que este mercadejar vergonhoso é invenção da oposição, é factóide, é interpretação parcial do mundo, fingindo desconhecer que os crimes contra o erário e a administração pública cometidos no senado da república não serão apurados e punidos por atos e determinações exclusivas do presidente da república, ora integrante do PT e dos seus parlamentares que, vergonhosamente se renderam, vendidos, à moeda falsa da tal governabilidade.

Ainda que as práticas criminosas de integrantes do senado (senadores e servidores) sejam antigas, isto não é motivo para deixar de julgá-las e puni-las de acordo com a lei. O argumento de que a ilegalidade não nasceu desta legislatura não é pretexto para ignorá-la; ao contrário. Se o PT não é responsável pela atual estrutura política e ainda pretende se arvorar de guardião da ética (apesar de ninguém mais ser capaz de relacionar este partido à ética), deveria lutar para que os fatos escandalosos nascidos no senado fossem investigados e que os suspeitos de praticá-los fossem julgados e os culpados punidos.

Ora, que não venham os petistas falar em “grandes grupos” que influenciam o legislativo quando sabem bem que depois que seu partido chegou ao poder, os “grandes grupos” estão apoiando Luiz Inácio da Silva, estão sustentando seu governo e é para eles que o ex-Lula governa. Quem está amarradíssimo é o presidente da república, amarrado a indivíduos como Sarney, Collor, Renan, entre outros de igual laia.

Diante desta realidade, o faz o PT? Não será ele, o PT, o único míope nesta história toda? Não será o PT que não enxerga ou finge não enxergar que acima de qualquer código interno que possua, paira a vontade do Luiz Inácio e que este desprezou toda a confiança e a fidelidade partidária para se consolidar como líder, negociando não só a própria história, como a do seu partido? Aliás, de que outra forma ele poderia ser líder, senão comprando o povo com esmolas e os políticos com a honra, que ele compra e vende diariamente ao defender corruptos desde que estes possam fortalecê-lo e ao seu projeto pessoal de poder?

Os petistas precisam estudar, ler, procurar informações. Ainda estão usando o ultrapassado conceito de neoliberalismo como bandeira de luta, mesmo diante de um líder nada bobo, que aderiu integralmente à política de mercado (esta sim, imutável, apesar do que pensam os esquerdinhas chiques). Graças a Deus (e não ao petismo), Luiz Inácio não quebrou nenhum paradigma econômico. Repito, ele não é bobo. Bobo é quem acredita nele e em algum suposto compromisso que ele tenha com o povo. Já é hora dos companheiros reconhecerem que o único compromisso de Luiz Inácio é com ele mesmo e o seu poder. O resto do povo, mais inteligente já reconheceu.

Por isso, considero lamentável que um suposto representante do povo, eleito para defender os interesses do cidadão tenha a coragem de ir ao plenário do mercado de peixes podres (a câmara) afirmar que “Lula e o PT têm compromisso na construção de um desenvolvimento econômico que não favoreça somente à elite” e, entre outras balelas, que buscariam “desenvolver o país com preocupação sócio-ambiental, distribuição de renda; enfrentando as desigualdades sociais e regionais, recolocando o Estado como indutor desse processo”, como fez a deputada federal Iriny Lopes, petista do Espírito Santo, para quem este texto é dedicado.

Distribuição de renda? Preocupação sócio-ambiental? Onde? Quem? Quando? Aqui no Brasil não é. Luiz Inácio não é, pois quem negocia a própria honra não tem capacidade de enfrentar a realidade de nenhum país, principalmente o Brasil que, aliás, ele nunca teve competência para administrar.

4 comentários:

DO disse...

Todos eles frequentaram a mesma escola,Saramar. E aprenderam direitinho como falar bem em público,falar palavras-chaves ,usar belas palavras e enrolar todos os incautos.
E eles caem mesmo neste papo furado.
Beijos!

Blog do Ferra Mula disse...

Bom Dia Saramar,

Para meu deleite, hoje por mais ou menos 40 minutos estive em seu dominio tomando café e lendo suas postagens.Ricas em detalhes, e de triste realidade que só será mudada com muita informação, perseverança e combatendo sempre.

Tenha um bom domingo de muita paz junto aos seus com muita saúde, força e união.

Fraterno e respeitoso abraço do Airton.

posturaativa disse...

O congresso foi transformado em um grupo de companheiros, exceto alguns pouquíssimos, todos dizem amém para o lulismo

Leonardo disse...

"Diante do quadro de degenerescência moral que tomou o país, desde a ascensão dos “companheiros”" ?!?
mas vc tbm faz que não vê... o passado de vcs os condena...