PRÉ-SAL: A MARCA DO LUIZ INÁCIO?

A história do pré-sal e do seu marco regulatório é bastante ilustrativa da alma de Luiz Inácio. E a imagem que aparece é a de sempre: a do indivíduo pobre de idéias e de ideais, cujo horizonte se limita a sua -também pobre- persona.

Já disse certa vez que Luiz Inácio poderia, apesar de suas limitações intelectuais e de sua formação sindicalista, ter se transformado em verdadeiro estadista, caso possuísse um programa para o país e o seguisse. Entretanto, estadistas são raros e de difícil formação, principalmente em um ambiente contaminado pela corrupção e pela amoralidade como o da política brasileira. E mais principalmente ainda, no caso de alguém que nunca teve projeto nenhum, senão o do seu próprio poder, mesmo que ás custas do país.

Luiz Inácio, porém, é mais ambicioso, de uma ambição que suplanta sua mediocridade. Ele, que nunca teve projeto, vive buscando algo onde imprimir sua marca(qual?!?!), como aqueles animais que marcam seu território de maneiras variadas, todas nojentas.

Ele não apenas quer usar o pré-sal como arma política para as próximas eleições. Ególatra como todo aquele cujo cerne é tirânico e ditatorial, quer perpetuar sua imagem (!). Ele pretende ligar seu nome a esta possível riqueza que, supostamente, colocará o Brasil no nível das nações ricas. Por isto, a urgência toda com que pretende regulamentar a exploração da camada de pré-sal. Luiz Inácio quer seu nome ligado para sempre a esta provável, ainda que difícil riqueza, como se ele houvesse derramado o negro óleo naquelas camadas quase inacessíveis. É realmente patético.

Em vista da importância econômica deste tema, responsabilidade imensa recai sobre o congresso nacional. Logo sobre o parlamento mais desmoralizado e paralisado do mundo. A lamentável condição de ambas as casas legislativas fortalece o viés ditatorial do presidente do palanque, digo, da república e este sentiu isso. Então, achou-se no direito de exigir urgência na votação da matéria reguladora do pré-sal.

Na realidade, é um círculo vicioso e imoral: Luiz Inácio apóia Sarney que permanece no senado, o que desmoraliza os senadores e os fragiliza diante do mundo e, principalmente diante de Luiz Inácio. É uma dança dos infernos. Do mercado de peixes podres (a câmara) não há mais o que dizer, senão que se encontra totalmente neutralizada pelos "companheiros, comprada, por sua venalidade e falta de vergonha.

O pré-sal ainda é uma possibilidade, todos sabemos. Entretanto, a fome de usá-lo para propaganda política é tão imensa que o governo vem provocando verdadeiras batalhas, como se o petróleo ali existente fosse algum despojo para quem for mais rápido e sabido. É o jeito lulista de administrar os bens do país.

Aliás, Luiz Inácio finge acreditar que é dono do Brasil e, no caso do pré-sal, está tentando apossar-se, inclusive, do futuro do país que, apesar do fingimento dele, pertence aos que dão concretude, por meio do trabalho, a uma pátria, ainda que assaltada cotidianamente por seus supostos líderes.

O petróleo do pré-sal não é do Luiz Inácio, como bem lembrou hoje, o senador Sérgio Guerra, em pronunciamento na casa dos horrores. Nem tampouco, é dos partidos vassalos do lulismo. Se e quando existir, o petróleo deverá servir aos brasileiros, seus legítimos donos e não a politiqueiros de baixa extração como os que atualmente nos vitimam.

6 comentários:

Marcos Pontes disse...

Sara, hoje escrevi minha carta aberta a Lula. Não disse tudo o que poderia, mas gostei muito de poder dizer o que disse.

Magui disse...

É preciso regular a camada do pré sal.Esperar porquê?
Mesmo com todas estas justificativas que vc enumerou é importante a discussão.

DO disse...

O que eu mais temo é ,confirmada esta riqueza,deixar esta quadrilha decidir ,e manejar, o seu destino.

O país não pode perder a chance histórica de acordar do tal berço esplêndido.

Beijos!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Hoje o Sarney, no seu artigo da Folha, agradece aos "Benditos Dinossauros que asseguraram o pré-sal. E o Lobão está louco para fazer a festa na nova estatal. São esses seres feudais que comemoram, com os petistas da vida, o novo marco regulatório....

Muito bem escrito este post. Parabéns.

Blog do Ferra Mula disse...

A pirotecnia do Lula não tem limites.
Depois do pre-sal vem o trem bala,e assim as coisas vão acontecendo.
Este cara é uma piada de mal gosto. Ele só pensa nele, não no Brasil.

Kika Albuquerque disse...

Saramar,

Vi seu comentário no meu blog sobre o tratamento anti-tabagismo.
Mande um email pra mim e eu mando todas as coordenadas pra vc.
É bom demais.
Depois de 40 anos fumando, deixei de fumar sem sacrifícios.
Email: vodopedro@gmail.com.br

Bjs

Kika