SETE DE SETEMBRO


Filhos da pátria, já podeis ver como a mãe, outrora gentil, anda de cabeça baixa, triste e envergonhada, pois que, antes do horizonte e (além dele), só vislumbra a divisão, a mentira e a corrupção.

Os filhos servis da triste mãe, escravos se tornaram, não por temor, mas por cobiça e amoralidade. Ninguém mais pensa em morrer por pátria alguma, coisas totalmente fora de moda: o morrer e a pátria.

Os pérfidos tomam conta da triste mãe com seu ardis astutos, tornando cada vez mais fortes os grilhões que nos prendem ao atraso, com suas mãos poderosas. Eles zombam do Brasil.

A face hostil da falange que nos domina separa e divide os filhos desta mãe, antes gentil, espalhando a vergonha e o temor. Nossos peitos, nossos braços mal conseguem emergir da sujeira contumaz que tinge a face da pátria.

Já há tantos "sete de setembro", nem o povo pagador de dez quintos, merece parabéns, pois vive em postura servil e cega diante da realidade que envermelha de vergonha o rosto do Brasil.

Do universo, entre as nações, a nossa está sempre entre as últimas, apesar de sua riqueza.

Ó brasileiros, lembrem-se do hino e vamos pôr mãos à obra:

"Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
"

Texto escrito sob a letra do Hino da Indepêndencia (Evaristo da Veia e D. Pedro I). As palavras e expressões em itálico pertencem ao Hino.

11 comentários:

Neto disse...

Seu texto nos dá vontade de ir embora do país!

posturaativa disse...

Só com um povo consciente de seus deveres e direitos teremos um país verdadeiramente independente.

Anônimo disse...

Como sempre seus textos nos emociona. Não consigo mais desatar
o nó da garganta, pois estou perdendo a minha mãe gentil.
Parabens poetisa!
TIAGILLA.

DO disse...

Por estas e outras é que eu ADORARIA me mandar daqui,Saramar...

Cecília disse...

Nossa...
Sem palavras. Disse tudo que tem de ser dito!
Perfeito seu texto!
Tenha uma ótima semana!

Ferra Mula disse...

Neste momento ...
"Olho com dor para o passado, choro o meu triste presente e me desanimo com o futuro incerto. Não tenho mais o que falar, nem sei se falo mais sobre alguma coisa em qualquer lugar..."

A intenção do autor era outra, mas se encaixa perfeitamente no contexto.

Um grande abraço e boa semana.

Airton

Star disse...

Saramar querida acho que não vai dar pra morrer pelo Brasil, nunca deu por isso nunca fomos verdadeiramente livres e donos dos nossos narizes, estamos sempre a espera do "messias"

guto leite disse...

Fala ai minha amiga Saramar .. depois de assistir o desfile de Sete de Setembro pela televisão, e escutar o nosso hino cantado pela mandatária da argentina.. eu acabo concordando com a maioria dos seus leitores .. "ESTAMOS MESMO NO FUNDO DO POÇO" .. e o grande ASNO, que nada sabe, nada vê, achou uma bom momento pra lançar a Guerrilheira Dilma como candidata a presidência .. um beijo grande do amigo carioca .. guto leite

Airton disse...

Saramar, tem uma música nova de protestos circulando sob o título CHEGA DE CORRUPÇÃO - Wilmar Cirino

Assista:
http://ferramula.zip.net/arch2008-09-07_2008-09-13.html#2008_09-12_12_38_18-128683915-0.

OU DIRETO NO
http://br.youtube.com/watch?v=c3FBL6fry7Y

ZEPOVO disse...

mas que "depre" brabo!
em que Brasil vives, minha pobre infeliz
que cegueira cruel te impede de ver o brilho a alegria e a festa do povo!

Alexandre, The Great disse...

Saramar.
É difícil conter as lágrimas lendo este seu texto.
Que saudades sinto do nosso ex-Brasil...