LULA POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE



Antonio Brás Constante



Há algum tempo atrás escrevi o texto “Lula Potter e a reeleição de fogo” (disponível em: recantodasletras.uol.com.br/autores/abrasc), onde um certo bruxinho brasileiro enfrentava mil perigos ao lado de seus aliados, em busca da reeleição. Resolvi pegar a mesma ideia e escrever um novo texto ainda falando sobre este mundo mágico com ares de reinado (já que a monarquia ainda resiste em alguns estados brasileiros), conhecido como política.

Lula e Potter têm muitas coisas em comum, por exemplo, ambos tiveram uma origem humilde, cercada de preconceito e perseguições contra eles. Potter tem milhões de leitores, Lula de eleitores. Harry usa diversos encantamentos para alcançar seus objetivos, Lula dispõe de vários programas (bolsa família, etc) para encantar a população (muito mais eficaz que qualquer poção do amor).

Nesta nova fase da história podemos perceber muitas mudanças nos personagens. Mudanças físicas (provenientes de plásticas e afins) e de comportamento. Lula passa a desempenhar um papel mais de Dumbledore, o mago supremo, e sua aliada Dilma Hermione, ganha o papel de Dilma Potter a escolhida (que também usa um par de óculos redondinho, se parecendo ainda mais com o famoso bruxinho). Enquanto isso, no jogo de quadrilhabol político, muitos aliados e adversários continuam caindo de suas vassouras.

O que chama a atenção de quem assiste a tudo que se desenrola tanto no cenário político quanto no filme do bruxinho, é que em meio a ataques mortíferos entre os oponentes, muitos trambiques e falcatruas acabam sendo descobertos, mas ninguém é pego ou termina preso. A propósito, quem precisa do manto da invisibilidade quando se tem o manto da impunidade a sua disposição?

Lula continua enfrentando as forças das trevas e, em muitos momentos, o seu envolvimento com essas forças é tão intenso que parece que ele passou realmente para o outro lado, ao menos é o que muitos sentem ao vê-lo defendendo certos cavalheiros (ou seriam Calheiros?), ou arrumando Sarneys para se coçar. Tudo bem que lá no fundo, bem lá no fundo (provavelmente no fundo monetário), mesmo os mais podres parecem ser pessoas de bem (ou seria de bens?), mas também ele não precisa ficar fazendo cafuné na cabeça e “gute-gute” nas bochechas deles, muito menos defendê-los.

Na dança entre mocinhos e vilões onde nunca sabemos se existem mesmo mocinhos, vemos agora um novo episódio acontecer: Lula Potter e o ato secreto. Neste filme, Lulinha não é o ator principal, mas defensor de um dos “Comensais da Morte”. Um comensal que anda envolvido em vários atos secretos e tenta se proteger dando a entender que apesar de todos nascermos iguais, uns ganham poderes especiais junto com o mandato de senador, não podendo mais ser tratados como meros “trouxas” (denominação utilizada para definir as pessoas comuns nos filmes de Harry Potter).

Nesta paródia onde a graça dá lugar a desgraça, nós vemos inúmeros eleitos se esbaldando no dinheiro público para viverem como príncipes, algo que para pessoas conscientes (com um mínimo de honestidade), seria entendido como roubo. Estes “príncipes” parecem não se importar em agir como ladrões, e assassinos (visto que muitas pessoas morrem pela falta de investimentos em áreas públicas, que são desviados por esses déspotas). O enigma está em se conseguir entender como esta falta generalizada de caráter toma conta tão facilmente dessas ilustres figuras.

O que acontecerá no desenrolar desta história não poderei contar, para não estragar a surpresa (e porque também não sei), mas a decisão final sempre cabe aos “trouxas” que tanto no filme como na vida real acabam sendo coadjuvantes anônimos que pagam caro para participarem deste filme. E quanto ao Lorde Voldemort? Bem, em um mundo repleto de crises econômicas, pandemias, guerras e tanta corrupção, quem precisa de um arquiinimigo?

NOTA DO AUTOR (agora com muito mais conteúdo na nota): Caso queira receber os textos do escritor Antonio Brás Constante via e-mail, basta enviar uma mensagem para: abrasc@terra.com.br pedindo para incluí-lo na lista do autor. Caso você já os receba e não queira mais recebe-los, basta enviar uma mensagem pedindo sua retirada da lista. E por último, caso você receba os textos e queira continuar recebendo, só posso lhe dizer: "Também amo você! Valeu pela preferência".

8 comentários:

Anônimo disse...

ATENÇÃO! Vejam essa:

27.7.09
UFJF ensina COMUNISMO no Brasil, tudo pago com recursos Públicos!

UFJF oferece cursos para militantes de Movimento Sociais
A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em parceria com a Escola Nacional Florestan Fernandes, está ministrando curso de Especialização em Estudos Latinos Americanos para 25 militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.
(...)
O curso buscou capacitar os militantes dos movimentos ligados à Via Campesina sobre lutas de resistência que tivessem como meta entender, discutir e agir a partir de uma matriz histórica latino-americana. A proposta, então, é a de recuperar o pensamento de intelectuais e militantes latino-americanos, tais como Simon Bolívar, José Martín, Che Guevara, Mariategui, atualizando-a a partir da articulação dos movimentos sociais e das lutas dos camponeses no mundo, afetados pelas políticas da OMC e das grandes empresas transnacionais.

Não deixem de ler a matéria aqui. É estarrecedor!!!

DO disse...

Muito bom o texto,Saramar. Aliasó autor foi muito feliz na analogia com o famoso bruxinho. Uma pena que, no nosso país,a estória tbem não seja ficção.
Beijos!

Anônimo disse...

Elizabeth II , Rainha da inglaterra é a maior proprietária de terras do planeta!!!

A rainha Elizabeth II, chefe de estado do Reino Unido e de outros 31 países e terrutórios, é a proprietária legal de 6.600 milhoes acres de terra, pasmem, um sexto de território nao oceanico da superfície do planeta.

Ela éa únuica pessoa no mundo queé dona de países inteiros, e que possui países que nao o seu território doméstico. A propriedade das terras é separada de seu papel como chefe de estado e é diferente de outras monarquias, como Noruega, Bélgica, Dinamarca, etc.

O valor aproximado de suas terras:
£17.600.000.000.000,00, ou 17 trilhoes de libras ou
R$ 54.000.000.000,00 / 54 trilhoes de reais.

Isto faz dela a pessoa mais rica do planeta, sem contar claro, todos os castelos, joias e dinheiro em espécie. Entretanto, nao há um jeito fácil de avaliar sua propriedade. Uma estimativa aproximada de $5.000 por acre, baseado na venda do Alaska pelo Tsar ao EUA, e a venda de Louisiana pela Franca ao EUA também, a terra possuída pela rainha vale em torno de 33 trilhoes de dólares, ou 17 trilhoes de libras. O território é baseado nas leis dos países que ela possui e o título das terras é válido em todos estes países. Sua princípal propriedade é o Canadá, o segundo maior país no planeta, com 2.467 milhoes de acres, a Austrália, o sétimo maior com 1.900 milhoes de acres, a Papua Nova Guiné, com 114, a Nova Zelandia com 66 e o Reino Unido, com 60 milhoes de acres.

Ela é a maior proprietária do mundo por uma margem significativa. O próximo maior proprietário é o território Russo, com mais de 4.219 milhoes de acres. O terceiro maior proprietário é o estado Chines, que reivindica todo o território chines, de certa de 2.365 milhoes de acres. O quarto maior é o Governo Federativo dos Estados Unidos, que é dono de um terco do território dos EUA, 760 milhoes de acres. O quinto maior latifundiário do planeta é o Rei da Arábia Saudita, com 553 milhoes de acres.

Os cinco maiores latifundiários privados do planeta:

Cinco maiores latifundiários privados do planetaRainha Elizabeth II 6,600 milhões de hectares
Rei Abdullah da Arábia Saudita 553 milhões de hectares
Rei Bhumibol da Tailândia 126 milhões de hectares
Rei Mohammed IV do Marrocos 113 milhões de hectares
Quaboos de Omã 76 milhões de hectares

fonte
Elizabeth II , Rainha da inglaterra é a maior proprietária de terras do planeta!!!

Anônimo disse...

O Ovo da Serpente
POR SEBASTIÃO NERI

Domingo, no "Canal livre" da Bandeirantes, o ex-guerrilheiro Cezar Benjamin, preso, exilado, anistiado, sociólogo e professor, coordenador das duas primeiras campanhas de Lula em 89 e 94, rasgou didàticamente o tumor da corrupção de Lula e do PT, contando a história de Lula e do PT no escuro, como numa aula magnífica: uma denúncia brilhante, irrespondível, arrasadora.

1 - Em 93, para retomar o comando do PT que haviam perdido e que reassumiram em 95 com a eleição de Dirceu para presidente do partido, Lula nomeou um desconhecido professor primário de aritmética de Goiânia, Delubio Soares, para representante da CUT no Conselho do FAT. Era a mina.
2 - O FAT é o Fundo de Assistência ao Trabalhador, com mais de R$ 30 bilhões do FGTS. Tem um Conselho, controlado pelo governo, do qual fazem parte as Centrais Sindicais, entre as quais a mais poderosa, a CUT, que é o braço financeiro do PT. O Conselho é quem decide os investimentos.
O dinheiro do FAT
3 - No FAT nasceu Delubio e sua furiosa capacidade de fabricar dinheiro, cujas cavernosas virtudes financeiras só Lula e Dirceu conheciam. Na campanha de Lula em 94, o estupefato guerrilheiro Benjamin descobriu que o grosso do dinheiro do partido vinha criminosamente do FAT.
4 - Benjamin chamou Lula, Dirceu, o comando do PT, e disse que aquilo era um escândalo inaceitável. Lula e Dirceu mandaram que em nome do partido ele esquecesse tudo. Benjamin não esqueceu, discutiu em reuniões internas e abandonou o PT. Foi a primeira grande perda de liderança do PT.
5 - Já naquela época, Benjamin profeticamente disse a Lula, Dirceu e todo o grupo Articulação: "Isso aí é o ovo da serpente". Era. Dez anos depois, Lula, Dirceu, o PT, explodem todos por causa do ovo da serpente, do dinheiro do FAT que apodreceu e emporcalhou o partido, o governo e o País.
O pântano em que Lula e o PT afundaram não foi uma FATalidade.

CONCLUSÃO: A GANG DO PT ATUA NO ROUBO HÁ DEZ ANOS E O SEU LULA É O CHEFE DA GANG. (PARA O BEM DO BRASIL E DE TODOS OS BRASILEIROS, DIVULGUEM, DIVULGUEM, DIVULGUEM ESTA NOTA)

Colaboração:Walter Starling Lopes


LULA PRETENDE CONVIDAR GREENHALGH PARA MINISTRO DO SUPERIOR TRIBUNAL MILITAR

Opinión Cubana disse...

Opinión Cubana quiere premiar la labor de muchos amigos blogueros que se dedican a luchar por la libertad de sus pueblos en contra de las dictaduras, la falta de libertades, los presos políticos, el libre desarrollo de la pluralidad política y para ello ha creado el premio "BLOG CREADO EN LIBERTAD".


Con este premio queremos incentivar a los premiados para que no cejen en su labor de difundir la verdad sin importar cual sea el precio a pagar por su valentía.


Difundir la verdad es duro, nos roba tiempo, nos causa dolor, pero por sobre todas esas adversidades nos queda el alma limpia, nos queda la satisfacción de no sentirnos humillados, tristes, de no sentir que están tomando nuestra conciencia y mancillándola, ese el el mejor de nuestros premios, ese es el motor que nos conduce a continuar con nuestra labor.


La gran mayoría de nosotros, por no decir todos, hacemos este trabajo de manera gratuita, utilizando nuestro valioso tiempo libre para trabajar en aras de la libertad. Nosotros no exigimos que todos hagan lo mismo, que dejen de esconderse detras del miedo o las ambiciones personales y entren a luchar a la par de nosotros. No queremos eso, tan solo queremos ver hecho realidad el ideal de nuestros sueños. Vivir en total libertad en nuestra patria. Darle a nuestros hijos un futuro noble, educarlos según nuestros principios de libertad y no bajo el odio, la pobreza social y los ideales caducos que un tirano o una ideología trajo a nuestros países.


Opinión Cubana sabe que muchos de nuestros compañeros son perseguidos políticos, que muchos realizan su labor en la oscuridad, que muchos sufren el verdadero rigor de la censura y es por ello que además de crear este premio que será entregado a toda aquella persona que lo merezca, Opinion Cubana se une en el apoyo general para ayudar a cualquiera de nuestros hermanos que lo necesite, para ello es preciso que nos hagan saber cuales son las necesidades, cuales son los problemas y desde esta tribuna buscaremos la solución entre todos para ayudar a nuestros hermanos.


Opinion Cubana ha querido comenzar la entrega de este premio en este día tan triste para nuestra nación entregándolo a 15 compañeros que nosotros consideramos cumplen con los requisitos que hemos puesto para la entrega de este premio. Esperamos que sirva de aliento nuestro premio y que jamás bajen la guardia o dejen de luchar por la libertad.

Link al premio: http://pruebitasqwe.blogspot.com/
por favor buscar su premio en la lista y podrá ver que blogs lo nominó.

confirme que recibio el premio al siguiente email: opinioncubana@gmail.com y deje a sus nominados para recibir el premio

Muchas gracias y felicidades

IVANCEZAR disse...

Saramar:

tem um MIMO para ti no meu BLOG. Indiquei o teu .Passa lá Beijo "cabecinha" pensante !!!

Anônimo disse...

Ceará terá curso de jornalismo só para sem-terra


Universidade já recebeu aval do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária, diz coordenadora

A Universidade Federal do Ceará (UFC) vai oferecer, a partir de janeiro, o primeiro curso de jornalismo no Brasil voltado para estudantes ligados ao MST. O curso, segundo a professora Márcia Vidal Nunes, coordenadora de pós-graduação da área de comunicação social da universidade, já foi aprovado pelo Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera), ligado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Ainda de acordo com a professora Márcia Vidal, serão ofertadas 60 vagas anuais. O curso terá duração de quatro anos e o acesso será feito através de vestibular.

As aulas serão ministradas pelos próprios professores do curso de comunicação da Federal do Ceará. Além das disciplinas comuns, os jovens ligados ao MST terão matérias voltadas para temas da área rural. Parte das aulas será ministrada na universidade e parte, nas comunidades dos assentados. Por Carmen Pompeu e Roldão Arruda –

Instituído em 1998, o Pronera destina-se a estimular a educação nas áreas de reforma agrária em todo o País. Inicialmente era voltado sobretudo o combate ao analfabetismo. Mais tarde passou a apoiar o ensino profissionalizante e a formação universitária.

Hoje a maior parte dos recursos do Pronera são destinados ao financiamento de turmas especiais nas universidades. Dos R$ 9 milhões destinados ao programa neste ano, quase 60% são para o ensino superior. Foi quase a mesma média de 2008, quando os recursos eram de R$ 58 milhões. O Pronera possui convênios com quase 50 universidades públicas. Os sem-terra contam com cursos especiais nas áreas de geografia, história, direito, agronomia, artes, pedagogia e outros. Agora passarão a contar com o curso de jornalismo.

CONTESTAÇÃO
A criação dos cursos especiais, porém, tem sido cada vez mais contestada. Em junho, a Justiça Federal determinou a extinção do curso de direito agrário da Universidade Federal de Goiás, destinado só para assentados.

De acordo com a decisão do juiz Roberto Carlos de Oliveira, da 9ª Vara Federal, o curso especial, com critérios diferenciados de seleção dos candidatos, feria "os princípios da igualdade, legalidade, isonomia e razoabilidade do direito brasileiro".

Em Pelotas, no Rio Grande do Sul, a criação de um curso de medicina veterinária para assentados também foi parar na Justiça. O procurador Max dos Passos Palombo, que impetrou ação civil pública contra o funcionamento do curso, alegou inconstitucionalidade. "O assentado da reforma agrária não constitui nenhuma categoria jurídica à parte que justifique a criação de cursos exclusivos para eles. Trata-se de um privilégio", disse ele.

No Ceará, o Pronera estimula atividades voltadas para assentados há onze, em parceria com as duas universidades públicas do Estado - a Federal do Ceará e a Estadual. Além de jornalismo, os assentados já contam com cursos de educação para jovens e adultos, a partir dos 15 anos, com conteúdo programático do 1º ano ao 4º do ensino fundamental, e de escolarização. No nível superior, são ofertados curso de pedagogia da terra, e de pós-graduação. O objetivo é qualificar profissionais para os programas de assistência técnica do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O Estado de São Paulo



POR QUE SOMOS OBRIGADOS A BANCAR ESTUDO PARA INVASORES?
Isto não pode continuar. Tantos brasileiros trabalham para poder dar conta do estudo, e o senhor Lula nos força a bancar o estudo dessa gente que em nada contribui com o país; muito pelo contrário: eles pretendem usar esse “aprendizado” contra a sociedade.

continua
Ceará terá curso de jornalismo só para sem-terra

Anônimo disse...

Por favor repassem:

Salve-se quem puder: vem aí o
Codex Alimentarius da ONU/FAO/OMS:


A partir de 01 de Janeiro de 2010 entra em vigor o polêmico Codex Alimentarius. Você não sabe exatamente o que é isso? Pois é o que eles querem!

Quem controla a comida, controla o mundo!

Traduzido em miúdos, o Codex vai trazer severas restrições à nossa já precária LIBERDADE de escolha em termos de alimentação e prevenção/tratamento de doenças. Sem falar que considerações mais complexas podem ser feitas sobre o impacto dessas medidas no controle populational do planeta e na concentração de riquezas...

Os opositores do Codex fizeram uma síntese do que representará essa complexa rede de regulamentações, que, quando implementadas, serão MANDATÓRIAS para todos os países membros, cerca de 170 - o que inclui o Brasil:


- Suplementos nutricionais, como vitaminas, por exemplo, não poderão mais ser vendidos para uso profilático ou curativo de doenças; potências de qualquer suplemento liberado, estarão limitadas a dosagens extremamente baixas, sub-dosagens, na verdade, e somente as empresas farmacêuticas terão autorização para produzir e vender esses produtos (preferencialmente na sua forma sintética) em potências mais altas - no caso da vitamina C, por exemplo, qualquer coisa acima de 200mg será considerada "alta", e será necessária uma receita médica para se poder comprá-la.

- Alimentos comuns, como o alho ou o hortelã, por exemplo, poderão ser classificados como drogas, que somente as empresas farmacêuticas poderão regulamentar e vender. Qualquer alimento ou bebida com qualquer possível efeito terapêutico poderá ser considerado uma droga.

- Alimentos geneticamente modificados não precisarão ser identificados como tal, e não saberemos a origem do que estamos comendo; a criação de animais geneticamente modificados também já consta dessa mesma pauta, ou seja, vai ser difícil saber que bicho se está comendo.

- Aditivos alimentares, a maioria sintéticos, como o aspartame, por exemplo, serão aprovados para consumo sem que se tenha conhecimento dos efeitos a longo prazo de cada um nem das interações entre eles a curto e longo prazos.

- Todos os animais destinados ao consumo humano, deverão receber hormônios e antibióticos como medida profilática; sabe aquele "gado orgânico", criado solto em pastagens e tratado só com homeopatia?... nunca mais!

- Todos os alimentos de origem vegetal deverão ser irradiados antes de serem liberados para consumo: frutas, verduras, legumes, nozes... nada mais chegará à nossa mesa como a natureza fez - tem gente brincando de Deus, mas desta vez não para criar, e sim para DEScriar.

- Os produtos "orgânicos" estarão completamente descaracterizados, pois terão seu padrão de pureza reduzido a níveis passíveis de atender às necessidades de produção em grande escala; alguns aditivos químicos e várias formas de processamento serão permitidos; tampouco haverá obrigatoriedade por parte do produtor de informar que produtos usou e em que quantidades - rótulos não serão obrigatórios na era pós-Codex.

- Para a agricultura convencional, os níveis residuais aceitáveis de pesticidas e herbicidas estarão liberados em níveis que ultrapassam em muito os atuais limites de segurança! Em outras palavras, estarão envenenando nossa comida.

Em síntese: os objetivos do Codex incluem (1) globalização das normas, (2) abolição da agricultura/criação orgânica, (3) introdução de alimentos geneticamente modificados, (4) remoção da necessidade de rótulos explicativos de qualquer espécie, (5) restrição de todos os remédios naturais, que serão classificados como drogas.


Exagero? Quem sabe? - já teve gente presa na França por vender 500mg de vitamina C... é que lá essa potência já é considerada "remédio", e não pode ser vendida sem receita médica.

Medicina alernativa, tibetana, ayurveda, homeopatia, essencias florais... só se a turma do Codex disser que pode.



http://www.anovaordemmundial.com/2009/07/codex-alimentarius-nutricidio-planejado.html