HOMENAGEM AOS SESSENTA ANOS DA DITADURA COMUNISTA NA CHINA

De que valem as festas, as flores, os fogos
se festejam a morte do homem
ainda que, ao contrário do festejado,
ele, o homem, não morre?

À natureza forte, o homem sobrepõe o braço, a mente, a voz.

Entre escombros viveu, da tantas e antigas ordens
erguendo-se, fraco ou forte.

Em busca da liberdade, vive o homem
além das luzes, das vozes, das ordens.
Há quem o engane e atordoe
há quem o chame de supostos céus
há quem o dobre por vã esperança.

Renasce o homem, apesar de tudo
e luta e geme e vence.
O homem não morre
ainda que esmagado por vermelhos tanques.

Sob as falsas luzes e a ilusória festa,
sob a enganosa primavera,
ilude-se, não o homem,
mas a foice cruel
cuja cor nasceu da morte do homem
e dela sobrevive.

Festeja, finita serpente, enquanto pode.
Festeja, enquanto morre.
Sobre tua infecta cinza,
há o homem
livre.

3 comentários:

DO disse...

Ta demorando pra acabar este regime do cão.

Beijos,Saramar!!

posturaativa disse...

esse poema traduz a triste realidade de um regime cruel, mas que em NY e sob protestos, coloriu de vermelho o Empire State para celebrar os 60 anos do regime comunista chinês.

Sharm disse...

hey ..
I am looking for making the world united blogger as the best world wide blog that
collect more than 250 bloggers from more than 70 counties , different languages , races , religion but w share the same earth ..
our aim to be 500 bloggers from 100 counties soon ..
join make this earth live in peace

send a mail to
sharm_lover@hotmail.com
( with your name and country represented by you )

world united bloggers
www.worldub.blogspot.com

(N.P : this is not a spam )